Fechar
Enganado

João Gomes é vítima de golpe ao fazer show no Maranhão

O contratante do show pagou apenas parte do combinado, deixando o artista e a sua equipe sem o valor total que deveriam receber

Nayara VieiraRepórter do EM OFF

João Gomes é um fenômeno da música nordestina e tem realizado vários shows pelo país. No entanto, em seu mais recente, no interior do Maranhão, o cantor, de 19 anos, foi vítima de um golpe. Acontece que o contratante do show pagou apenas parte do combinado, e no momento de dar a outra parte, ele simplesmente sumiu, deixando o artista e a sua equipe sem o valor total que deveriam receber.

Ao chegarem para realizar o show, descobriram o golpe, algo que nunca havia acontecido antes com o artista, que é considerado o rei do piseiro. O pernambucano poderia deixar o local, mas permaneceu e fez sua apresentação por respeito aos fãs que já o aguardavam. Em vídeo, João Gomes comentou sobre o atraso e lamentou a falta de estrutura do palco.

“Estou muito feliz de estar aqui hoje. A gente teve um atraso por conta…. Preciso dizer não? Embora a estrutura não esteja como vocês merecem eu vou dar o melhor que eu puder aqui em cima”, afirmou João. O valor que não foi pago incluia o cachê da banda e toda a estrutura, que foram prejudicadas.

De acordo com a coluna do jornalista Leo Dias, do Metrópoles, o valor pago foi de 70%. Segundo o portal, em contrato com os administradores da banda eles tomaram a medida para que haja uma “reavaliação do contratante para quaisquer região, pois ele não honrou com o compromisso prejudicando o evento”. Além disso, de acordo com o site, não existe a solicitação de uma ação na Justiça. 

Continua após a publicidade

Natural de Serrita, Pernambuco, João Gomes começou a fazer sucesso neste ano, principalmente com sua música “Meu Pedaço de Pecado”, que foi um hit que viralizou com as dancinhas no TikTok. Inclusive, a plataforma é responsável por dar destaque a vários sucessos. A inspiração para sua música veio do sofrimento de quem trabalha no campo, e a cultura da vaquejada influenciou diretamente nas suas composições.

“Trabalhei uns poucos dias no campo, mas sei que é pesado. Minha mãe e meu avô sempre trabalharam com isso. Foi a escola que tive foi ver o quanto esse pessoal sofria, mas mesmo assim, no final de semana ia em festas, se divertindo e tudo”, contou ao portal G1. “É por isso que faço uma música mais animada, porque a música é remédio depois de um trabalho pesado. Quando eu canto ‘Levanta cedo para labuta que eu tô pronto’, isso não é pra mim”, revela.

Gomes revelou ter como inspiração os ídolos Luiz Gonzaga, Dominguinhos e Kara Veia. Ela ainda afirma que “todas as palavras que uma canção de vaquejada pode ter, eles já usaram”. Seu desejo é de levar as músicas novas com base nos artistas antigos. “Sei que se a música for boa, como foi no tempo deles, vai trazer alguma coisa para o coração de quem é mais velho e vai encantar quem é mais novo. Tem muita música boa ainda, muita mesmo”, conta.

Quando começou, João Gomes conheceu o empresário Jeovane Guedes, que passou a canção “Tenho a Senha” para Tarcísio Acordeon gravar. “O ramo da gente é muito rápido. O forró trabalha diferente do sertanejo, diferente de outros ritmos, sabe? A gente tem que estar sempre atualizando, sempre vendo o que está tocando”, afirmou Guedes. Tudo foi muito rápido e no mês de maio, o artista gravou seu primeiro álbum.