Fechar
SE TORNOU MEME

Jovem famosa por meme ‘Já acabou, Jéssica?’ revela bullying e depressão

A moça que ficou conhecida na internet após vídeo viralizado passou a fazer tratamento psiquiátrico

Jean TellesRepórter do EM OFF

A jovem Lara da Silva, de 18 anos, se tornou conhecida no Brasil inteiro no ano de 2015, após se tornar meme nas redes sociais com uma frase emblemática depois de uma briga infantil: “Já acabou, Jéssica?” perguntou ela após uma briga na saída de uma escola localizada no município de Alto Jequitibá, em Minas Gerais. 

O que Lara Silva não imaginava era que o episódio mudaria para sempre sua vida. Até hoje o ocorrido segue na memória da jovem por meio de inúmeros comentários que recebe e também pelas marcas que foram deixadas em seu corpo. A briga entre as duas meninas tomou grande repercussão após ter sido filmado e compartilhado nas redes sociais: 

“É uma coisa que eu ainda não aceitei totalmente. Se eu parar pra pensar demais nisso, me faz mal. Não é algo que eu goste, mas é uma coisa que aconteceu, não tem como voltar atrás”, relatou a jovem que falou pela primeira vez sobre o ocorrido em entrevista à BBC News Brasil. 

Lara contou na publicação, que após a viralização das imagens de sua briga, ela acabou se tornando alvo de bullyingo que fez ela abandonar a escola e começar a se cortar. Com a emocional abalado, a jovem teve que iniciar um tratamento psicológico. A reprodução do vídeo acabou virando até caso de justiça. Lara e a outra jovem que aparece na gravação, moveram processo contra emissoras de televisão e também em plataformas onde a cena foi exibida. 

Continua após a publicidade

As jovens além de cobrarem indenização por danos morais, pedem que as imagens sejam excluídas. Ainda em entrevista à BBC News, a moça de 18 anos narrou como a confusão entre ela e a colega de escola teria começado. No vídeo viralizado, Lara aparece no chão caída enquanto Jéssica está em cima de seu corpo. 

Lara consegue se levantar enquanto a outra jovem corre. Ainda desorientada com a situação, Lara solta a frase que acabou viralizando: “Já acabou, Jéssica?”: “Quando eu me levantei, pensei: ‘ela me jogou no chão, me bateu enquanto eu estava caída e agora vai correr?’. Foi quando eu disse a frase, que depois se tornou um inferno na minha vida”. 

A briga entre as duas adolescentes na época, poderia ter sido uma situação que logo passaria, se o momento não tivesse sido filmado e compartilhado por um jovem que presenciou a briga entre as duas. O retorno para a sala de aula após o vídeo viralizar foi muito traumático para a jovem de Minas Gerais: 

Não consegui estudar, porque me zoaram muito e eu fiquei muito mal com isso“, ela conta que as pessoas a ofendiam e riam da pergunta “já acabou, Jéssica?”, que acabou se tornando meme no Brasil inteiro. Após ter se tornado meme, a rotina da jovem se resumia a ficar em casa e ajudar a mãe. Ela conta que só saia da sua residência para ir em lugares próximos e mesmo assim era reconhecida: 

“O que eu mais gostava de fazer era dormir e arrumar a casa. Comecei a viver em casa e resolvendo coisas com a minha mãe, que me levava com ela para sair um pouco”. A situação se tornou desesperadora para Deuseane Silva, mãe de Lara, após ela perceber os cortes na filha. 

A jovem admitiu que já tinha pensando em se cortar antes do episódio do vídeo, mas que nunca havia tido coragem: “Eu já costumava me culpar por tudo de ruim que acontecia comigo ou com meus pais. Quando aconteceu isso (o vídeo viralizou), eu não sabia o que era pior: que a minha mãe continuasse me prendendo em casa, como ela começou a fazer, ou me deixasse sair na rua (…) Mais ou menos uns quatro dias depois da briga, comecei a me cortar, por causa de tudo o que estava acontecendo”, contou. 

Quando questionada sobre o que o episódio viralizado trouxe para a sua vida, Lara é enfática: “Muito bullying, depressão e falta de confiança em si e nas pessoas.”:

“Eu tenho marcas que não mudaram em nada a minha vida. Não fiquei rica ou pobre. Só tenho marca”. Hoje, Lara conta que consegue sair de casa sem tanta preocupação: “É raro que eu seja reconhecida nas ruas atualmente, mas se isso acontecer e se fizerem comentários ruins, tento ignorar”. Lara Silva contou ainda que parou de se cortar há cerca de um ano e ainda continua fazendo tratamento psiquiátrico contra a depressão. 

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo

Tags Relacionadas: