Deu ruim!

Juliana Bonde se pronuncia após deixar show disfarçada e ignorar fãs

Juliana Bonde desabafou nos stories do Instagram e rebateu as críticas que recebeu após ignorar fãs em saída de show

Aline Torres
Repórter do EM OFF

Uma situação inusitada chamou a atenção do público que aguardava Juliana Bonde para pedir um autógrafo ou tirar uma foto. A cantora que busca alcançar o sucesso nacional, deixou o local onde realizou um show no último final de semana, usando um saco preto na cabeça e com a ajuda de um segurança, correu até a van que aguardava no local.

Fãs que filmaram a reação ficaram incrédulos com a situação e questionaram o que estava acontecendo. Após a viralização do vídeo, a cantora do Bonde do Forró decidiu se pronunciar nas redes sociais para explicar o caso, afirmando que não era o que as pessoas estavam pensando, sobre ela estar se achando uma “popstar”.

Juliana quis deixar claro que, na verdade, essa é uma situação corriqueira e que antes do momento do vídeo, ela atendeu supostamente 200 pessoas no camarim da festa. A cantora de forró afirma que não se sente segura em atender pessoas fora de um lugar controlado, ou seja, na rua. Em uma sequência de vídeos publicados no Instagram, a artista comentou sobre o caso:

“Gente, vocês não sabem de nada. Antes desse vídeo ai eu atendi mais de 200 pessoas no camarim, mas não adianta falar né, porque só o que viraliza é o que é ruim. Eu e as minhas meninas [as dançarinas], saímos do mesmo jeito, com um saco preto na cabeça e a gente vai continuar saindo assim”, começou a cantora.

Em seguida, Juliana explicou que o principal motivo é a proteção dela e das dançarinas da banda: “Pra gente, é uma forma de proteção e pode falar. Deixa eu agradecer todo mundo que foi no show desse final de semana. Eu faço o possível pra tirar foto com todo mundo, atender todo mundo da melhor forma possível no camarim”.

“Eu tenho muito medo de ambiente fora, ambiente que não tá controlado, então peço desculpa pra quem fica do lado de fora esperando, que não consegue entrar no camarim, mas eu tenho muita insegurança, tem muita coisa que acontece que eu não falo pra vocês, de ameaças, de coisas ruins. Então no camarim eu faço o possível pra atender vocês”, completou Juliana.