Fechar
NÃO LEVA DESAFORO

Juliette Freire briga com cinegrafista e barraco vem à tona

Juliette Freire, ex-BBB21, revelou que teve um estresse com um profissional da comunicação e a confusão foi revelada pela primeira vez

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

Juliette Freire, ex-sister do ‘Big Brother Brasil 21’ (Globo), participou do ‘SaladaSato’ com a apresentação de Sabrina Sato. Manu Gavassi, Thaynara OG, Carol Trentini, Gabriela Prioli e Yarley também estavam presentes no bate-papo sob o comando da contratada da Record. Durante a entrevista, a paraibana contou detalhes da sua vida pessoal e profissional, abrindo coisas que até então nunca havia divulgado.

“Uma pessoa tratou mal uma pessoa da minha equipe. E a pessoa chegou para o cara e falou: ‘Você está com a autorização de tirar foto?’. Ele estava em um set e aí o cara falou: ‘Eu sou o dono da agência’. Aí minha amiga falou assim: ‘Tá!’. Eu digo: ‘Volte lá e diga a ele que você não pediu o currículo dele. Volte! Vá lá e diga que não pediu o currículo e não quer saber o que ele faz'”, começou Juliette a respeito dos estresses no trabalho.

O barraco envolvendo um cinegrafista, foi para defender outro funcionário. Segundo Juliette Freire, a cantora e influenciadora digital presenciou uma cena desagradável: ”Já aconteceu de um câmera distratar o assistente e eu dizer assim: ‘Se ele não parar agora’. Ele assim na minha frente, eu filmando e ele falando alto assim: ‘Pega não sei o quê’. Eu fiquei bem olhando pra ele, comecei a me irritar e falei: ‘Oh, se não tratar ele bem agora, eu paro. Não trate ninguém mal na minha frente’. Comecei a dar, aí ele parou e depois fiz outro trabalho com ele. Ele estava um santo e não falou nada”.

O papo com Sabrina Sato também trouxe um momento divertido, Juliette Freire contou que nunca enviou fotos íntimas, por um motivo que poderia ser crucial para descobrirem quem era a dona do conteúdo picante: “Esse negócio de sexo virtual nunca fiz. Eu nunca mandei nude! Imagina? Eu iria sair do BBB e iria estar em todos os lugares. Eu tenho tatuagem, iam saber”.

Continua após a publicidade

Sobre comentários negativos e haters, Juliette foi bem direta: “Quando é preconceito ou alguma coisa que não dá para engolir, prefiro sacrificar minha imagem do que minha moral”. Recentemente a ex-BBB ganhou o ‘Mulher do Ano’ pela GQ Brasil, bastante emocionada, recebendo a premiação das mãos de Grazi Massafera fez um discurso contando a sua historia.

“É mágico e me sinto honrada por estar sendo vista, homenageada e principalmente ouvida. Não tem nem nada mais libertadores do que está sendo homenageada pelo que você é. Eu vim de uma família pobre, fiz escola e faculdade pública. Trabalho desde criança, tive uma infância difícil. Minha história é de muita luta”, disparou Juliette.

“E isso não tem nada de extraordinário, porque essa história é a mesma de milhares de mulheres. Sobrevivo todos os dias ao machismo, feminicídio, às desigualdades, que enfrentamos por nascer mulher. Queria ser vista hoje não por uma pessoa que se destacou num programa, que tem milhões de seguidores, mas quero que minha voz lembre o quanto somos fortes. Vou fazer de tudo para que outras mulheres sejam vistas e ouvidas. Esse prêmio não é meu, mas de todas as mulheres”, concluiu o discurso.

Tags Relacionadas: