Fechar

Justiça afirma que Luiza Brunet não tem direito à fortuna do ex

TJSP acolheu argumentos do empresário Lírio Parisotto que ambos viveram um "namoro tormentoso"

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

O TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo) reafirmou que a modelo Luiza Brunet não tem direito à metade da fortuna do ex, o empresário Lírio Parisotto. Os dois se relacionaram entre 2012 a 2015 e o relacionamento terminou com Luiza acusando Parisotto de agredi-la.

De acordo com a coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, os desembargadores do Tribunal acolheram, por 3 votos a 0, os argumentos da defesa do empresário de que o casal vivia um “namoro tormentoso” e não uma união estável e rejeitou embargos apresentados pela atriz e modelo.

O resultado reafirma decisão tomada pelo mesmo tribunal, em agosto do ano passado, que deu a ele a vitória judicial“, ressalta a jornalista. Luiza ainda pode recorrer da decisão.

A defesa do empresário apresentou também um capítulo da biografia autorizada da modelo que afirmava que ela tinha vivido um “namoro maduro” na fase em que esteve com o empresário.

Em 2018, a revista Forbes avaliou a fortuna do empresário Lírio Parisotto em US$ 1,6 bilhão (mais de R$ 8 bilhões). Numa primeira tentativa de acordo, os advogados de Luiza pediram R$ 100 milhões, o que foi negado.

Em entrevista para o jornal O Globo, Luiza Brunet disse que ficou com o rosto desfigurado após as agressões do então companheiro. “Pensei: ‘Meu Deus do céu, ninguém merece passar por isso’. Lírio chutou meu rosto, me quebrou quatro costelas e um dedo“, lembrou a modelo.

Foi algo extremamente irracional, uma violência sem propósito. Mesmo ele sendo poderoso, resolvi prestar a queixa. O processo foi longo e árduo, mas venci. Ainda hoje, tenho receio de ele tentar algo contra mim. Mas nesses casos, a denúncia é o melhor caminho“, reforçou.

Defesa do empresário Lírio Parisotto afirmou que casal não viveu uma união estável (Reprodução)

Tags Relacionadas: