Fechar
Acusado de racismo

Laudo inocenta jogador do Corinthians de racismo

O jogador Rafael Ramos foi acusado racismo por Edesilson na partida entre Corinthians e Internacional no sábado (14), em Beira-Rio, na disputa do Brasileirão

Nayara VieiraRepórter do EM OFF

O jogador Rafael Ramos foi acusado racismo por Edesilson na partida entre Corinthians e Internacional no sábado (14), em Beira-Rio, na disputa do Brasileirão. De acordo com o volante, ele foi xingado de “macaco”. Todavia, nesta sexta-feira (20) essa história ganhou um novo capítulo e o acusado foi inocentado do caso.

De acordo com uma informação exclusiva do apresentador Benjamin Back, apresentador do ‘Arena SBT’, o jogador Rafael Ramos não cometeu racismo e o Corinthians “contratou duas pessoas com deficiência auditiva bilateral de grau severo a profundo” através do advogado Daniel Leon Bialski para investigar.

Segundo os peritos, Edenilson não foi chamado de “macaco”. No documento apresentado pelo jornalista, a perícia concluiu: “Portanto, estes peritos encerram o presente trabalho pericial de transcrição por meio de Leitura Labial, endo por concluído que a fala questionada observada no vídeo apresentado trata-se da expressão “Pô, caralh*!”, nada mais havendo a lavrar, produzido em 12 páginas, com ilustrações e editorações do detalhamento técnico, produzidas pela perícia”, dizia o texto.

Depois da acusação, Rafael Ramos foi preso em flagrante pela Polícia, no entanto, ele foi liberado após pagar fiança de R$ 10 mil e prestar depoimento. Ao se defender, ele afirmou: “Eu estou aqui com a consciência e cabeça limpa para explicar o que aconteceu. Foi puramente um mal entendido entre mim e o Edenilson. No fim do jogo estive com ele e tivemos uma conversa tranquila, onde expliquei o que tinha acontecido”.

“Ele explicou o que realmente entendeu, que não é verdade. Eu expliquei a verdade daquilo que eu tinha dito. Foi isso que aconteceu. Tivemos uma conversa tranquila. Ele mostrou um receio de se passar por mentiroso, e aí eu falei que ele não é um mentiroso, apenas entendeu as palavras erradas. Apertamos a mão e desejei ele boa sorte”, afirmou.

Continua após a publicidade

Neto foi em defesa de Rafael Ramos

No programa ‘Donos da Bola’, Neto ficou do lado do jogador Rafael Ramos. “Ele não xingou. Para mim ele não xingou, porque ele fala (na imagem), ‘eu não falei macaco’. Editaram só o macaco (no vídeo)”, afirmou. “Se vocês provarem que o menino (Rafael Ramos) foi racista, o Corinthians tem que mandar ele embora, rescindir o contrato e mandar ele para Portugal. Mas, se ele for inocentado, aqueles que estão julgando e tão colocando ele como racista, tem que ser processados”, concluiu.