Fechar
Menos público

Leo Santana se indigna após ter shows cancelados por decreto

Leo Santana está incomodado com as diretrizes estipuladas pelo novo decreto do governo da Bahia que pede a redução do número de público

Aline TorresRepórter do EM OFF

Leo Santana não está nada feliz com as novas mudanças ocasionadas estipuladas pelo Governo do Estado da Bahia, onde o cantor mora e onde o axé impera. Devido ao crescimento de casos de Covid-19 e das síndromes gripais no estado, o governo baiano decidiu diminuir por meio de um decreto o número de pessoas que os grandes eventos podem receber.

Agora, os shows realizados no estado poderão receber somente até 3.000 pessoas em lugares abertos. Assim, os locais alugados pelos artistas poderão ser trocados por lugares menores, que atendam ao número estipulado. Por causa disso, eventos que já estavam com um número de ingressos vendidos maior que o determinado tiveram de ser cancelados.

Foi o caso das duas próximas edições do “Baile da Santinha”, comandado por Leo Santana, que aconteceriam nos dias 14 e 21 de janeiro no Parque de Exposições de Salvador. O local é considerado grande e ideal para receber um número alto de pessoas, assim como aconteceu na última edição, ocorrido no último final de semana.

A Salvador Produções, que é quem está produzindo os shows do gigante, emitiu um comunicado para avisar os fãs do artista sobre o cancelamento dos shows no antigo local e que novos ingressos seriam vendidos, além de passar as informações sobre devolução do dinheiro já pago nos ingressos que já haviam sido comercializados.

Continua após a publicidade

“A Salvador Produções, empresa responsável pela realização do #BailedaSantinha In the Park, informa que devido ao novo decreto estabelecido pelo Excelentíssimo governador do estado da Bahia Rui Costa na manhã desta segunda, 10 de janeiro, em que determina a redução de público nos eventos, está cancelando as 2 próximas edições do Baile que aconteceriam nas sextas, dia 14 e 21 de janeiro, no Parque de Exposições”, iniciou a nota.

“Os clientes que adquiriram passaporte ou ingresso para o Baile do dia 14 deverão solicitar o reembolso conforme a política de compra no local ou plataforma em que comprou o ingresso: Loja Bora Tickets, loja do Pida, www.boratickets.com.br www.sympla.com.br”, a produção continuou as orientações.

“A Salvador Produções informa ainda que realizará nesta sexta, dia 14, às 20h, um novo evento, em novo local (WET) com formato diferenciado para 3.000 pessoas seguindo orientações do decreto, o “ENSAIOS DE VERÃO”, com shows de Léo Santana, João Gomes e Tayrone. As vendas para este evento começam nesta terça, dia 11”, finaliza a nota emitida no dia 10(segunda-feira).

Revoltado

Leo Santana não está satisfeito com as alterações determinadas pelo decreto e resolveu fazer um desabafo nas redes sociais, pedindo organização de todos os governadores dos estados brasileiros para que não prejudiquem um setor que já está prejudicado: “Os governos precisa reforçar a exigência do cartão de vacinação nos lugares de maneira firme”, começou o cantor.

“Precisa haver um pacto entre todos nós sobre isso. Restaurantes, shoppings, bares, todos os lugares de circulação pública. Não quis vacinar, fica em casa. O que não dáé pra cancelar toda a cultura e eventos e um setor pagar uma conta altíssima que se arrasta por anos. Bora organizar isso aí gente”, desabafou o cantor baiano.

Postagem feita por Leo Santana nas redes sociais (Reprodução Instagram)