Fechar
Treta musical

Ludmilla se surpreende ao ser acusada de plágio por DJ Marlboro

Ludmilla é o centro de uma disputa judicial que envolve um suposto caso de plágio alegado pelo DJ Marlboro

Aline TorresRepórter do EM OFF

A cantora Ludmilla é centro de mais uma polêmica envolvendo sua carreira. Dessa vez, a funkeira está sendo acusada de plágio pelo DJ Marlboro. A empresa do veterano, Link Records Produções e Entretenimento, entrou com uma ação contra a famosa por plágio, de acordo com o colunista Anselmo Goes, do jornal O Globo. As músicas plagiadas seriam “Vem Amor” e “Vem Amor, Bate e não Para”, supostamente cópias da canção “Essa é a minha Tara”.

Esta última tem os direitos autoriais em nome de Marlboro. Procurada pela imprensa, a equipe de Ludmilla disse que a funkeira recebeu com surpresa a intimação da Justiça sobre a ação judicial, já que o DJ a chamou algumas vezes para que ela fosse fosse fazer uma visita presencial na casa dele. A visita não ocorreu devido a conflitos de agenda.

Em nota, a assessoria da cantora alega que DJ Marlboro fez o convite algumas vezes, sem informar da ação judicial, deixando a artista surpresa com a novidade nada boa e que só soube da situação depois que o colunista do Jornal o Globo publicou matéria contendo as informações. A equipe ainda diz que o advogado da artista já está ciente do caso para tomar as medidas cabíveis:

“Informamos que a cantora Ludmilla tomou ciência da referida ação judicial por meio da nota publicada na coluna do Ancelmo Gois, do jornal O Globo, desta terça-feira (14). O advogado da cantora já foi acionado para que sejam apurados os termos da ação, bem como se certificar da notificação mencionada à sua gravadora”, começa a nota.

Continua após a publicidade

“Informamos ainda que a artista recebeu a notícia com surpresa, tendo em vista que Marlboro já fez contato diversas vezes com a equipe de Ludmilla, até mesmo para convidar cordialmente a cantora a fazer uma visita ao DJ, na residência do mesmo sem nunca ter citado o processo”, completa a mensagem enviada para os veículos de comunicação.

Segundo o colunista, os advogados do DJ Marlboro entraram com pedido de notificação para identificar o uso indevido da canção supostamente plagiada, para realmente efetivar se houve má-fé por parte da cantora que é quem assina as duas canções que são supostamente cópias da do DJ carioca. A gravadora de Ludmilla ainda não retornou as informações sobre o caso.

Ainda segundo o jornalista, o pedido dos advogados de Marlboro é que as músicas sejam retiradas dos canais oficiais de Ludmilla sob pena de multa de R$ 50 mil por dia, além de julgamento sobre danos morais e materiais, caso a decisão judicial não seja acatada pela funkeira. Até o momento, nem o DJ, nem Ludmilla se manifestaram publicamente sobre o caso.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff