NO INSTAGRAM

Luísa Mell debocha após ser acusada de roubar ingresso de festival: ‘Só ligar e pedir’

A ex-apresentadora desdenhou e riu da história, dizendo que é convidada para todos os eventos.

Danilo Reenlsober
Repórter do EM OFF

A influenciadora e ativista Luísa Mell usou suas redes sociais na manhã deste sábado (23) para se defender das acusações de que ter se apropriado de uma correspondência destinada a um vizinho e ter jogado no lixo um ingresso para o festival de música Lollapalooza. A ex-apresentadora desdenhou e riu da história, dizendo que é convidada para todos os eventos.

“Então agora a história é essa, que eu roubei, peguei meus amigos caçadores e fui roubar um convite para dar para Anitta pra ela poder cantar”, debochou a influenciadora no Instagram. “É uma brincadeira, tá. Se eu quisesse ir no Lollapalooza, eu… É difícil falar, não quero parecer arrogante, mas todos os eventos eu sou convidada, e quando eu não sou, é só ligar e eu peço convite”.

Ainda no vídeo publicado nos stories do Instagram, ela disse que não pôde comparecer ao festival. “Na minha casa, como na de qualquer pessoa que trabalha com internet, chega um monte de convite, desde que eu trabalhava na televisão, mas um monte de coisa (…) Na época do carnaval eu tinha convite para todos os camarotes, para todos os lugares, mas eu não pude ir”, reforçou Luísa.

A ativista se tornou alvo de uma nova polêmica nesta sexta-feira (22), após o colunista Gabriel Perline, do IG, publicar uma reportagem afirmando que Luísa Mell foi processada por um vizinho após se apropriar de uma correspondência que continha um ingresso para o festival de música Lollapalooza. O item era avaliado em mais de R$ 1 mil.

A famosa teria se recusado a pagar pelo ingresso e agido de maneira grosseira com o vizinho. Quem está processando a ativista é o engenheiro Pedro Pradanos Zarzosa, que morava no mesmo apartamento ocupado por Luísa Mell atualmente. Após comprar o ingresso, a organização do Lollapalooza enviou um e-mail notificando a entrega do ingresso.

O engenheiro se dirigiu diversas vezes ao antigo prédio para tentar retirar o envelope, mas era sempre informado de que não havia nenhuma encomenda em seu nome. Desconfiada, a família resolveu investigar e descobriu que Luísa Mell havia recebido a correspondência. A apresentadora confessou ter aberto a correspondência e jogado todo o conteúdo no lixo, acreditando se tratar de uma propaganda.

Ciente do erro, Luisa Mell ofereceu metade do valor do ingresso, cerca de R$ 500, para acabar com a confusão. O engenheiro recusou. A ativista, então, passou a tratar o vizinho com grosserias. Gilberto Zaborowsky, ex-marido da ativista, se propôs a pagar o valor integral, mediante a assinatura de um recibo. O engenheiro aceitou a proposta, mas ao receber o documento, viu que nele constavam informações imprecisas e mentirosas, como, por exemplo, a de que o valor já estava em sua conta no momento da assinatura.