Fechar
TUTELA

Mãe de Britney Spears entra com ação contra pai da cantora

Lynne Spears contesta um valor pago à equipe de Jamie no processo que envolve a tutela dos bens da filha

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

Lynne Spears, mãe da cantora internacional Britney Spears, entrou com uma ação na Justiça norte-americana na semana passada contra o ex-marido e pai da estrela, Jamie Spears. No processo, ela contesta um valor pago à equipe de Jamie no processo que envolve a tutela dos bens da filha.

De acordo com ela, o valor de US$ 890 mil dólares (cerca de R$ 4,7 milhões) em honorários cobrados pelo escritório de advocacia Holland & Knight é “substancialmente desproporcional”. Na ação, ela pede que os custos relativos às horas de serviço sejam revistos e reembolsados ao espólio da artista.

De acordo com a revista norte-americana People, que teve acesso ao documento, pelo menos US$ 224 mil foram gastos somente em comunicações do escritório com a imprensa. A empresa recorreu da ação, solicitando a nulidade do processo e afirmando que o documento apresenta “evidências tendenciosas”.

Ainda segundo informações da publicação, os advogados da empresa se referem a Jamie como um pai “extremamente amoroso” e que, apesar de não estar envolvida na tutela dos bens da filha, Lynne “está fazendo reivindicações coo se fosse parte envolvida no litígio“. A equipe diz ainda que a mãe de Britney não está agindo de acordo com o interesse da filha.

Embora o tutor (Jamie) e seus advogados tenham sido muito cautelosos, limitados e atenciosos ao lidar com a mídia, Lynne Spears é quem explorou a dor e o trauma da filha para lucro pessoal“, denunciam os advogados.

O Caso

Em 2008, Britney Spears passou a viver sob tutela gerenciada por seu pai, Jamie Spears, e desde então, a estrela não tem mais controle sobre sua própria carreira. Em setembro de 2019, um juiz nomeou a gestora Jodi Montgomery como tutora temporária da artista, depois que o pai dela deixou o posto alegando “razões pessoais de saúde”.

Nos Estados Unidos, o status de tutela é decretado por um tribunal para pessoas incapazes de tomar decisões por si mesmas. No caso da cantora, ela passou por um período conturbado em 2007, devido ao descontrole do uso de substâncias ilegais e bebidas alcoólicas, e enfrentou diversos problemas na Justiça, principalmente, em relação à guarda dos filhos.

Em maio de 2020, a tutela de Britney foi estendida. Assim, a carreira da popstar foi desacelerando, e o movimento #FreeBritney tomou força dentro e fora das redes, graças à crescente preocupação dos fãs com o bem-estar da ídola.