POLÊMICA

Maíra Cardi se pronuncia após acusações de ex-funcionária demitida grávida

Em comunicado, famosa nega acusações e diz que cumpriu com acordo prometido

Felipe Reis
Repórter do EM OFF

Após processo revelado de uma ex-funcionária de Maíra Cardi, a equipe da famosa enviou nota se pronunciando sobre o assunto. Como já destacamos no EM OFF, a coach está sendo processada por não pagar os direitos trabalhistas a uma governanta.

Maíra Cardi enviou comunicado ao jornalista Matheus Baldi. A princípio, a nota contesta a versão de Juliana Taboado: “A ex-funcionária estava em período de experiência, não tendo revelado a gravidez, tendo a Maíra tomado ciência do seu estado gestacional somente no momento de sua dispensa”, inicia.

Em seguida, a equipe de Maíra Cardi informou que Juliana falou que não estava mais conseguindo prestar os serviços estabelecidos: “Afirmou que não estava conseguindo trabalhar em decorrência de questões pessoais relacionadas a gravidez”.

A nota da equipe de Maíra Cardi continua a explicação: “Após ciência da gravidez, a advogada da Sra. Maíra entrou em contato com a ex-funcionária solicitando que ela retornasse ao trabalho e as suas atividades profissionais, todavia a mesma informou que não tinha interesse em retornar ao trabalho e que estava em contato com um advogado para possível ajuizamento de ação”.

Por fim, o comunicado aponta que Maíra Cardi teve “boa-fé” em pagar um salário mínimo para Juliana Taboado: “A senhora Maíra com toda boa-fé e mesmo sabendo que a ex-funcionária não iria retornar ao trabalho ofereceu pagar um salário-mínimo para ajudá-la, tendo a Maíra cumprido com o acordado até o presente momento”.

Para Matheus Baldi, a defesa de Juliana negou que, até o presente momento, tenha ocorrido algum tipo de acordo entre as partes. Em live no Instagram do jornalista, o advogado Thiago Costa afirmou que a ex-governanta tinha as características trabalhistas mas não foi registrada:

“Ela foi contratada, ela era uma funcionária, cumpria carga horária. Ela tinha de fato todos os elementos da relação de emprego, e o fato do contrato de trabalho não estar assinado na carteira não impede a sua condição de trabalhadora com direitos”, contou o advogado da ex-funcionária de Maíra Cardi. Veja a live abaixo: