Fechar
CEO DA ÁUDIO MIX

Marcos Araújo se pronuncia após acusações feitas por Pétala Barreiros

Empresário preferiu manter o silêncio em meio as acusação da influenciadora digital e se manifestou apenas por meio de uma nota à imprensa

Bruno PintoRepórter do EM OFF

A conturbada história envolvendo Marcos Araújo, CEO da Áudio Mix, vem ganhando capítulos recheados de acusações e exposições para todos os lados. Após a divulgação de várias informações feitas por Pétala Berreiros em suas redes sociais, o empresário quebrou o silêncio e se pronunciou por meio de um nota à imprensa feita por sua assessoria jurídica.

Em uma das acusações, Pétala Barreiros revelou que recebeu uma ordem de despejo vinda de Marcos, seu ex, e que tinha cinco dias úteis para sair da casa onde estava. Ainda de acordo com o documento, a atitude visa o retorno de Marcos Araújo à residência. Vale ressaltar que o pronunciamento do empresário será apenas por meio do comunicado, tendo em vista que os advogados afirmaram que ele não irão falar publicamente sobre o caso.

No primeiro trecho do comunicado, é confirmado que o CEO da Áudio Mix manterá o silêncio e que só falará diante de um juiz: “Em razão dos últimos acontecimentos e das notícias veiculadas pela imprensa e divulgadas pela parte adversa e por seus familiares, esclarece a defesa do Sr. MARCOS AURÉLIO DE ARAÚJO que não se pronunciará a respeito, reservando-se ao direito de manifestação somente por via judicial, respeitando assim, o segredo de justiça conferido aos processos em tramite“.

Na sequência, a nota diz que as acusações que estão sendo feitas por Pétala Barreiros são falhas e que a influencer quer manipular a opinião pública: “Inobstante, deve ser ressaltado que os recentes fatos narrados de forma unilateral pela parte contrária são falhos e não coadunam com o quanto decidido judicialmente. É lastimável a tentativa da parte adversa de induzir a opinião pública em erro, com renitente distorção da realidade e com a nítida intenção de promoção pessoal às custas do litígio“.

Continua após a publicidade

Foi dito ainda que todos os valores fixados pela justiça estão sendo devidamente pagos conforme estabelecido: “Neste momento, cabe informar que o Sr. MARCOS cumpre com todas as decisões judiciais, pagando pontualmente a pensão alimentícia fixada em favor dos menores, sendo que no caso de LUCAS, o valor estipulado já abrange os custos com o plano de saúde. Como a genitora recebe o respectivo valor mensalmente, cabe a ela diligenciar neste sentido, como aliás, ficou definido em decisão judicial”.

Neste trecho do comunicado, a assessoria jurídica explica a ordem de despejo divulgada na internet por Pétala: “No tocante ao alardeado despejo, até o momento, inexiste qualquer ação ajuizada neste sentido. Cumpre esclarecer que residem no imóvel exclusivo do Sr. MARCOS diversas pessoas que com ele não guardam qualquer relação e o seu direito de propriedade deve se preservado, o que justifica o envio da notificação maliciosamente divulgada nas redes sociais pela Sra. PETALA”.

A nota diz que Marcos Araújo paga um alto valor referente a pensão e ressaltou para que esse valor deve ser destinado: Ademais, conforme já apreciado judicialmente, o elevado valor fixado a título de pensão alimentícia em favor dos menores deve também ser utilizado pela genitora para as despesas de moradia, saúde, educação, dentre outras“.

A nota descreve a atitude de Pétala Barreiros, em expor na web um documento médico a respeito da condição de saúde de seu filho, como lamentável: “Ainda, é lamentável a atitude da genitora em publicar em suas redes sociais um relatório médico que expõe o filho LUCAS, sem que haja qualquer comprovação de diagnóstico de autismo“.

O comunicado é finalizado dizendo que tudo que está sendo divulgado por Pétala não possui comprovação: “No que tange aos demais alardes publicados pela Sra. PÉTALA e familiares, cumpre informar que não se passam de meras alegações sem qualquer comprovação, existindo inclusive, ordem judicial para que ela se abstenha de divulgar informações violadoras da honra do Sr. MARCOS, sob pena de multa pecuniária“.

Confira a nota na íntegra!