EXPLICOU!

Marcos Mion explica por que Romeo não participa das viagens em família

Apresentador da Globo fez desabafo e explicou motivo de Romeo não estar na viagem internacional da família

Jean Telles
Repórter do EM OFF

O apresentador Marcos Mion está de férias, curtindo momento de lazer em uma viagem internacional que está fazendo com seus dois filhos mais novos, Doninha, de 13 anos, e Tefo, de 12. Devido a isso, muitos internautas que acompanham o dia-a-dia do comandante do “Caldeirão”, questionaram Marcos Mion sobre as razões que fizeram Romeo, seu filho mais velho que é autista, ficar de fora do momento. 

Pensando nisso, Marcos Mion resolveu gravar um vídeo em suas redes sociais, de mais de 15 minutos, para explicar com detalhes, aos seus milhões de seguidores, sobre as dificuldades que seu filho de 17 anos enfrenta ao sair da rotina. Segundo Mion, viagens como esta que está fazendo com seus filhos mais novos, deixa seu primogênito extremamente estressado: “Esse é um vídeo muito especial que fala sobre uma coisa muito íntima minha, mas toda viagem eu explico”, começou dizendo Marcos Mion. 

O apresentador da Rede Globo, explicou logo em seguida, que todos os anos faz uma viagem com seus filhos menores, sem Romeo, para conhecer países diferente. Mion explicou que essas viagens costumam ser bem cansativas e sem nenhuma rotina, e essa característica acaba impactando diretamente em Romeu, pois o rapaz se sente desconfortável, ao ser exposto a esse tipo de situação:  

“O Romeo é autista. Só essa informação já deveria ser suficiente para todo mundo entender que o funcionamento do Romeo é diferente”, explicou o apresentador, que prosseguiu: “São necessárias uma série de adaptações para ele se desenvolver, para ele se adaptar a nós neurotípicos”, complementou. 

“A maioria dos autistas precisa desses artifícios de autorregulação, que não existem em uma viagem. Tudo que causa surpresa e que tira os pés dele do chão da segurança gera pânico e crise de sentimentos”, ressaltou Marcos Mion que, deu um exemplo de uma viagem que fez com toda a família aos Estados Unidos: 

“Nós estávamos em Nova York caminhando do restaurante para o Hotel. No caminho, passamos em uma livraria e a Doninha e o Tefo eram pequenininhos. Eles quiseram entrar, nada mais normal. ‘Vamos entrar rapidinho!’ Não para o autismo do Romeo. Estava combinado que íamos para hotel e isso não aconteceu. Dois minutos depois, lá estava eu deitado no chão da livraria com ele no meu colo enquanto ele tinha uma crise devastadora”, recordou Marcos Mion. 

Diante dessas situações, Marcos Mion tomou a decisão de fazer viagens separadas com seus filhos menores e com seu primogênito. Nesta ocasião, o comunicador deixa que Romeu escolha o destino em que se sinta mais confortável, geralmente para Miami ou Orlando, nos Estados Unidos. 

“Eu vejo os comentários: “sem o Romeo não tem graça”. Nem eu consigo ver a gente sem ele, mas o que eu consigo menos ainda e vê-lo sofrer. Ele sofre muito em situações como essas. Por isso, a conscientização é muito importante. Do meu lado, morrendo de saudades, não é legal ver esses comentários. A realidade, muitas vezes, é dura”, declarou Marcos Mion.