Fechar
Caso de Violência

Marido de assistente de palco de Ratinho é preso após agressões

Erik Becker está sendo acusado de perseguir e ameaçar Rhenata Schmidt, sua ex-namorada

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Recentemente, os fãs de Rhenata schmidt ficaram muito assustados ao assistirem um vídeo onde a assistente de palco do “Programa do Ratinho” implora por socorro. Ela alegou que estava sendo vítima de agressões por parte de Erik Becker, seu ex-namorado. Dias após a exposição do caso, o acusado foi preso e pode perder o cargo que ocupa na Polícia Civil.

A prisão do ex-namorado da assistente de palco de Ratinho aconteceu no final da tarde desta quinta-feira (16). Ele está sendo acusado de perseguir e ameaçar Rhenata. Erik foi levado para a delegacia, onde prestou depoimento e fez exame de corpo de delito. Após isso, o ex-namorado da vítima, que está sendo indiciado por quatro crimes, foi levado imediatamente para um presídio especial.

Na manhã desta sexta-feira (17), em entrevista ao programa “Vem Pra Cá”, Rhenata schmidt contou como está se sentindo após a prisão do ex-namorado e relembrou dos momentos de terror que estava vivendo: “Eu digo que estou mais aliviada com a prisão preventiva do Erik, porque estava sofrendo há um mês e meio, querendo terminar e ele cada vez mais agressivo. Eram agressões verbais, agressões físicas. Em todo os momentos ele me ameaçava”.

A assistente de palco revelou detalhes do verdadeiro inferno que a vida dela se tornou e de como estava sofrendo nas mãos de Erik: “Quando eu terminei com ele, ele quebrou minha casa inteira, quebrou minha televisão, ele quebrou muita coisa minha. Em uma das agressões dele, eu saí correndo pelo corredor gritando muito, daí os vizinhos conseguiram chamar a polícia. Foram chutes puxões de cabelo”.

Continua após a publicidade

A moça revelou que a situação chegou num ponto em que ela não podia sequer olhar para os lados e contou sobe o medo de dormir ao lado de seu antigo companheiro: “Mesmo com muito medo eu tive coragem, porque você morreu aqui dento [apontou para a cabeça] e estava morrendo. Eu não tinha paz! Eu tinha medo de olhar para o lado, eu tinha medo de respirar… Imagina dormir ao lado de uma pessoa dessa?

Rhenata continuou seu relato falando do total desequilíbrio do policial civil: “Era descontrole total! De cinco em cinco minutos ele mudava de personalidade. Ele ficava muito bravo e gritava comigo do nada. ‘Quem é fulano de tal?’, como se eu soubesse… Tudo coisa da cabeça dele. Ele hackeou todas as minhas contas, hackeou meu telefone. Eu vivi num inferno”.

A assistente de palco revelou que Erik Becker não parou nas agressões, o ex-namorado da moça a ameaçou de morte, assim como pessoas próximas a ela: “Não consegui nem pedir ajuda pelas agressões que tive, porque eu sabia que ele ia saber. Eu tive dentro de morrer. Ele me ameaçou de morte, ele ameaçou a matar as pessoas próximas”.

Rhenata schmidt contou que não queria se expor, para ser vista como vítima, mas tudo chegou no limite. Ela ainda mandou um recado para as mulheres: “Não tenha medo! Porque se você não tentar, você vai morrer aqui dentro e também morrer mesmo. Olha quantas mortes estão acontecendo. Então eu quero que as mulheres não tenham medo. Denunciem, façam o que eu fiz, porque eu tô aqui também por vocês”.