Fechar
OSTENTAÇÃO DO BEM

MC Poze do Rodo faz “caridade” após demissão de segurança

MC Poze do Rodo mostrou que dinheiro não é problema. O funkeiro fez uma transferência recheada para um dos seguranças

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

MC Poze do Rodo, funkeiro carioca, está viralizando nas redes sociais após uma atitude considerada nobre. O músico que ajudou funcionários de um condomínio, localizado no Rio de Janeiro, acabou colocando os trabalhadores em uma situação embaraçosa com a filmagem divulgada. Um dos seguranças recebeu o valor de R$ 100, como uma gorjeta por parte do artista. Com a cena sendo compartilhada nas páginas, o profissional acabou sendo demitido.

“A empresa demitiu o segurança que aceitou um simples agrado, é muita marola com trabalhador. Sem neurose, que mundo é esse parceiro? Como tem gente que consegue ser assim, irmão?”, escreveu MC Poze do Rodo revoltado com situação. O artista continuou o desabafo: “Te mandei outro agrado guerreiro. Espero que ajude! Nós sofre a covardia, mas jamais comete ela”, continuou.

Após a demissão do segurança de condomínio, novamente MC Poze do Rodo fez uma boa ação. O cantor fez uma transferência totalizando o valor de R$ 20 mil, parcelando em duas vezes de R$ 10 mil, via PIX: “Espero que essas duas transferências te ajude guerreiro. Estamos juntos! Desculpe qualquer coisa”, disse o famoso.

Recentemente emocionou os amigos e familiares após presentes os pais com um carro zero: “Dei minha antiga BM para eles, mas eles não quiseram. Queriam muito esse carro, fui lá e comprei. Obrigado Deus!”, escreveu o artista. O funkeiro nasceu na comunidade do Rodo, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro e hoje colhe os frutos do sucesso com as suas músicas.

Continua após a publicidade

Segurança

Thayná de Souza, colunista do Voz das Comunidades, conversou com o vigilante Bernardo Henrique de 27 anos. O segurança demitido desabafou sobre as condições que trabalhava: “Eu comecei a trabalhar na empresa dia 22 de dezembro e no dia 29 eu recebi o dinheiro da passagem, refeição e alimentação. Faltou o salário, que seria pago no 5º dia útil. Perguntei o porquê. Quando virou o mês, primeiro dia útil, dia 3, segunda-feira: parte dos vigilantes tinham recebido o alimentação e eu nada. Segundo dia útil, na terça-feira, eles receberam o pagamento e eu ainda nem tinha recebido o vale-alimentação. Perguntei de novo”.

Sobre a atitude positiva do cantor MC Poze do Rodo, explicou como foi que aconteceu a ajuda: “Na quarta-feira, terceiro dia útil, pagaram o alimentação, mas até hoje não recebi o dinheiro da passagem. Quando o Poze me deu o dinheiro, pensei: ‘Pô, vou botar esse dinheiro no Bilhete Único para vir trabalhar e ficar tranquilo”.

O Grupo Lothar que desligou o segurança, bastante criticado por internautas, postou uma nota de esclarecimento falando sobre igualdade, respeito e direitos humanos: “Pois acreditamos que essa é a base que nos impulsiona à garantia da busca contínua de excelência, pela qual já somos reconhecidos tanto por clientes e parceiros, como por colaboradores”.

(Foto: Reprodução/Internet)
(Foto: Reprodução/Internet)

Tags Relacionadas: