Fechar

EXCLUSIVO Mc Trans é expulsa de palco por Gretchen na Parada LGBTQIA+

A Parada LGBTQIA+ ocorreu neste último domingo (19) em São Paulo

Lucas CardosoRepórter do EM OFF

Um momento que era para ser de união e confraternização na Parada LGBTQIA+, acabou se tornando motivo de frustração para diversos artistas que agitavam o público da Avenida Paulista em São Paulo. O motivo de toda essa chateação foi ninguém menos, ninguém mais, que a cantora Gretchen. Uma das artistas mais acolhidas pelo público LGBTQIA+.

De acordo com a cantora Mc Trans, diversos artistas e personalidades da mídia, incluindo ela e a atriz Paulette Pink, foram convidadas, aos gritos, a se retirarem do palco por Gretchen, para que a estrela pudesse se apresentar sozinha em cima do trio elétrico. Com exclusividade para o EM OFF, Mc Trans compartilhou toda sua frustração envolvendo a Rainha do Rebolado.

“Tudo que a Gretchen não fez, o Tiago Abravanel fez. Ele entregou tudo! Vale ressaltar que ela é mãe de uma pessoa trans, ainda assim, ela não é uma pessoa trans. Ela deveria abraçar e dar a mão para pessoas transexuais no local e não excluí-los, já que eram minoria. Estou arrasada, tomando remédio e nem raciocinando direito”, iniciou.

“[…] Espero que a Gretchen entenda que ela tem uma história como uma mulher que canta há muitos anos, mas eu tenho uma história como a travesti que também abriu caminho para que outras estivessem fazendo sucesso. Na minha época não tinha gente pra me ver, na minha época tínhamos que engolir a transfobia da televisão. Obrigado pelas mensagens de carinho comigo!”, declarou ela ao EM OFF.

Continua após a publicidade

Mc Trans participava do evento como contradada da VIVO, e a saída antecipada do palco por causa da apresentação de Gretchen caiu como um balde de água fria. A cantora também pontuou que a equipe da Rainha do Bumbum já havia adiantado que Gretchen não queria a presença de mais ninguém em cima do palco, o que gerou ainda mais indignação.

Ao EM OFF, a assessoria de imprensa da cantora Gretchen se resumiu a comentar que a informação não é verídica.

* Colaboração: Adriel Marques