Fechar
Polêmico

Monark convida Elon Musk para fumar maconha em podcast

O polêmico youtuber fez o convite via Twitter e foi duramente criticado

Vitor CaiqueRepórter do EM OFF

O influenciador e polêmico apresentador Monark resolveu fazer um convite inusitado nas redes sociais. Interagindo no Twitter, em uma publicação que rendeu mais de 20 mil interações, o youtuber dediciu convidar o empresário Elon Musk, de 50 anos, para fumar maconha em seu podcast, programa que estreou a pouco tempo, depois de ser banido do Youtube.

Monark deixou uma mensagem marcando o perfil do bilionário, que está de passagem pelo Brasil e encontrou o presidente Jair Bolsonaro (PL) nesta sexta-feira (20), em São Paulo. “Ei @elonmusk já que você está no Brasil, posso ter você no meu podcast Monark Talks?”, comentou o influenciador, que ainda continuou a mensagem em outro tweet, chamando-o para fumar maconha.

“Podemos fumar maconha“, afirmou o apresentador. Nos comentários da mensagem deixada no Twitter, diversos internautas reagiram a manifestação momentânea do influencer, que não foi respondido por Elon até o momento. “Po Monark… Tanta coisa pra falar e coisas para demonstrar para o cara ir ao teu podcast e tu convida ele pra fumar maconha??? Bah! Quis lacrar ou foi só burrice mesmo?“, opinou Cristiano Zart.

Outros seguidores marcaram a Polícia Federal na mensagem, denunciando que Monark teria maconha em sua casa. “Aí a Polícia bate na porta e você…. @policiafederal o Rapaz tem maconha em casa”, comentou um seguidor. “E aí @policiafederal , é só pra “lazer ” ou dá pra puxar a capivara e seguir a trilha da droga?“, disse outra seguidora, que não curtiu as palavras do youtuber, que foi cancelado por fazer apologia ao nazismo.

Continua após a publicidade

Monark fala sobre cancelamento

Vale lembrar que o influenciador Monark, cancelado recentemente por fazer apologia ao nazismo no “Flow Podcast”, transmitido através da plataforma de vídeos Youtube, deu uma entrevista há poucas semanas para o “Programa Pânico”, da Jovem Pan, e comentou as acusações que vem sofrendo nas redes sociais, desde o episódio polêmico.

A ideia que eu estava defendendo é a ideia de liberdade de expressão. Mas eu errei, defendi essa ideia de uma forma muito burra. Eu estava bêbado e isso ajudou”, iniciou o apresentador do “Monark Talks”, que continuou suas palavras falando sobre o público da internet, que te atacou e ainda fazem criticas negativas, sobre a polêmica que te fez sair do comando do antigo podcast que apresentava.

“Essa galera da internet é muito ingrata, a gente teve muitos ataques, é meio triste. Existe uma onda positiva e aí tem a onda negativa, quando está todo mundo querendo destruir a parada. Eu não estou falando nem da opinião pública, mas de quem participou do programa. Não é algo que eu faria, eu vejo o meu caráter e se o cara que me ajudou no passado está em um mau momento, eu vou ficar quieto, não vou aumentar o ‘hype’ negativo, acho imoral”, comentou Monark.