Fechar
LUTO

Morre Dudu Braga, filho de Roberto Carlos, aos 52 anos

Produtor musical estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

O produtor musical Dudu Braga, filho do cantor e compositor Roberto Carlos, morreu na tarde desta quarta-feira (08). Desde setembro do ano passado, ele enfrentava um câncer no peritônio, membrana que envolve a parede abdominal. O famoso estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e era tratado pelo oncologista Fernando Maluf.

A notícia da morte de Dudu Braga foi confirmada por familiares do produtor musical. Mais cedo, o EM OFF havia antecipado que o quadro de saúde dele era de coma irreversível, após apresentar uma piora no seu estado clínico. O velório do filho do Rei Roberto Carlos será restrito aos familiares mais próximos.

No começo do mês passado, Dudu Braga havia concedido uma entrevista à revista Quem na qual falou sobre sua saúde. Essa era a terceira vez que o produtor musical enfrentava um câncer. Em 2019, ele venceu duas batalhas contra a doença no pâncreas. “O meu câncer voltou ano passado, apareceram três pontinhos no peritônio. Fiz o tratamento, fiquei bem e voltou há um mês“, disse.

Dudu Braga percebeu que algo estava errado quando o seu aparelho digestivo começou a ficar inflamado com uma certa facilidade. “O meu tumor primário é de pâncreas e foi metastático. Hoje não tenho nada mais no pâncreas, uma vez que operei e fiz as sessões de quimioterapia“, contou, na ocasião. “A doença voltou no peritônio e resolveram entrar com uma medicação nova“, contou.

Continua após a publicidade

‘Nova’ casa

Ainda na entrevista concedida em agosto à Quem, Dudu Braga afirmou que fez do hospital sua “segunda casa”. No local, ele contava com a companhia da mulher, Valeska, com quem é casado há 17 anos, e a filha Laura, de 5 anos. “A gente fez uma caminha extra e, como ela está de férias, tem ficado aqui [no hospital] também. Valeska fica direto comigo, Laurinha não“, explicou.

O produtor elogiou o trabalho da equipe médica e reforçou que o pai, Roberto Carlos, ainda não havia feito uma visita devido a preocupações sanitárias. “Já conheço todas as enfermeiras do andar, viraram nossa família. Meu pai não veio ainda, mesmo porque tenho cuidado. Ainda que ele já tenha tomado as duas doses da vacina contra a Covid (…) é um hospital. A gente tem que ter cuidadinho e preservar quem a gente ama“.

Tratamento e fé

Dudu Braga também falou sobre a dificuldade do tratamento, mas que, mesmo assim, não havia perdido a fé. “A gente é uma família de muita fé: eu, Valeska, Laurinha, meu pai. As sessões de químio sempre dão uma baqueada, mas os pré-medicamentos que existem hoje em dia amenizam demais os efeitos colaterais. Ter as duas aqui é essencial para eu ter força. Elas e meu são minha inspiração“.

Ele continuou, dizendo que teria que conviver com a doença pelo resto da vida. “A gente não fala em cura, mas em ‘cronificação’ da doença. Sei que vou ter que conviver com isso para o resto da vida. A cura total só poderia ter acontecido lá atrás. Agora a doença vai aparecendo e vou tratando. Não é bom, mas antes assim. Ainda bem que tem tratamento“.

Tags Relacionadas: