Fechar
Credo!

Nike processa artistas por ‘tênis de satanás’ feito com sangue humano

O rapper Lil Nas X ainda lançou um clipe no YouTube em que desde o céu até o inferno em um poste usando o modelo de tênis

Aline TorresRepórter do EM OFF

O coletivo de arte norte-americano MSCHF lançou 666 pares de tênis customizados da Nike em parceria com o rapper Lil Nas X sem a permissão da gigante de artigos esportivos e agora está sendo processado pela empresa. As informações são da BBC.

O modelo foi lançado nessa segunda-feira (29), no mesmo dia em que o rapper lançou o videoclipe da música “Montero (Call Me By Your Name)” no YouTube. No vídeo, ele desce em um poste de strip do céu até o inferno usando o par de tênis.

O estoque foi esgotado em apenas um minuto, segundo os criadores. O valor de cada par é de US$ 1.018, cerca de R$ 5.800 em valores atuais do câmbio.

Cada par contêm uma cruz invertida na parte dos cardaços, o versículo de Lucas 10:18 da Bíblia (que diz: “Ele respondeu: “Eu vi Satanás caindo do céu como relâmpago”), além de levar uma gota de sangue humano, doados pelos próprios integrantes do coletivo de arte, na sola.

A Nike não gostou nada da situação, que foi feita sem sua aprovação. A marca entrou com processo no Distrito Leste de Nova York e pede que o coletivo não venda os seus sapatos com o design característico do modelo Air Max 97s:

“MSCHF e seus sapatos de Satanás não autorizados provavelmente causarão confusão e criarão uma associação errônea entre os produtos MSCHF e a Nike”, dia a empresa no processo movido por ela.

A marca ainda pontua: “Na verdade, já há evidências de confusão significativas ocorrendo no mercado, incluindo ligações para boicotar a Nike em resposta ao lançamento dos sapatos de Satanás da MSCHF, com base na crença equivocada de que a Nike autorizou ou aprovou este produto.”

Confira imagens do modelo de tênis a seguir:

Tênis satânico da MSCHF (Reprodução Twitter)

Tênis satânico da MSCHF (Reprodução Twitter)
Tênis satânico da MSCHF (Reprodução Twitter)