Fechar
Briga

Noivo de Flávia Pavanelli registra B.O. contra marido de Helen Ganzarolli

De acordo com empresário, o namorado da contratada do SBT aplicou um golpe de R$ 1,5 milhão

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

O empresário Júnior Mendonza, noivo da influenciadora Flávia Pavanelli, afirmou que vai procurar a polícia e registrar um boletim de ocorrência contra o marido de Helen Ganzarolli, César Kuratomi. De acordo com ele, o companheiro da contratada do SBT aplicou um golpe de aproximadamente R$ 1,5 milhão e não quitou a sua dívida.

Em entrevista à coluna de Léo Dias, no portal Metrópoles, Mendonza afirmou que Kuratomi não entrou em contato para quitar sua dívida nesta segunda-feira (23/5), como havia prometido. Por isso, o empresário ressaltou que vai procurar uma delegacia para registrar um boletim de ocorrência contra o marido da apresentadora do SBT.

“Ele disse que pagaria hoje de manhã, mas não pagou nada e nem responde ligação nem mensagens”, disse o empresário. “Terei de ir na delegacia fazer um B.O contra o César [o marido de Helen Ganzarolli]. Além do golpe, ele me mandou documentos falsos de um carro que não existe, ou seja, agrava o crime dele”, ressaltou o noivo da influenciadora Flávia Pavanelli.

O colunista afirmou que César Kuratomi tem um patrimônio equivalente a R$ 12,3 milhões. Além disso, os arquivos obtidos pelo jornalista mostraram dívidas que, se somadas, equivalem a quase cerca de R$ 4 milhões. Entre os bens que o empresário possui, estão dois veículos de luxo, 11 imóveis na cidade de São Paulo e cotas de investimentos no mercado financeiro.

Continua após a publicidade

Entenda

A briga entre Júnior Mendonza e César Kuratomi foi revelada na semana passada. O marido de Helen Ganzarolli possui uma dívida com o empresário de de R$ 1,540 milhão. O valor deixou de ser pago após o marido de Ganzarolli prometer vendê-lo uma Land Rover Vogue (modelo 2022), carro ainda inédito do Brasil. No entanto, ele teria apresentado documentos falsos.

“Ele me disse que tinha comprado uma Land Rover Vogue modelo 2022, que nem chegou no Brasil ainda, e que a primeira seria dele, mas que ele está com muitos carros. Então, ele me perguntou se eu não queria comprar, eu disse que sim, que queria e qual era o valor”, disse Mendonza. “Ele disse que o valor era de R$ 1,540 milhão. E mandou o pedido do carro. Me mandou todos os dados falsos do carro, assinamos o contrato e ele me disse que na data tal o carro chegaria”, explicou.

Após a polêmica, Kuratomi prometeu pagar a dívida nesta segunda-feira, em mensagens a que a coluna também teve acesso: “Quitado, quitado não tenho, Júnior, mas nós fazemos com o valor pago por mim superior ao que é devido. E já estou te mandando também os juros de desgaste, antes que dê ’17’. Já deixamos marcado de nos encontrar na segunda-feira (13/5), às 10h, para ir ao banco e já efetuar o valor integral”.