Fechar
SUSPENDEU

OnlyFans ‘salva’ famosos e suspende proibição de conteúdo adulto

A plataforma voltou atrás e suspendeu as decisões que proibiam conteúdo adulto no site

Jean TellesRepórter do EM OFF

A plataforma de compartilhamento de vídeos online OnlyFans desistiu de banir o conteúdo de sexo explícito de seu site. A decisão havia sido anunciada na última quinta-feira (19), e começaria a valer a partir do dia 1 de outubro. A plataforma, que ficou conhecida pelo compartilhamento de conteúdo adulto, revelou na ocasião que os usuários poderiam continuar compartilhando nudez, desde que as imagens obedecessem às diretrizes estabelecidas pelo site. 

Com a reação fortemente negativa da comunidade de fãs do site, o OnlyFans voltou atrás, e afirmou por meio de seu perfil no Twitter nessa quarta-feira (25), que todas as mudanças que proibiriam o compartilhamento de conteúdo adulto estavam suspensas: “Obtivemos as garantias necessárias para apoiar nossa comunidade diversificada de criadores e suspendemos a mudança de política planejada para 1º de outubro”, começou dizendo. 

E continuou: “OnlyFans significa inclusão e continuaremos a fornecer um lar para todos os criadores”. A razão pela suspensão do conteúdo adulto teria vindo por pedido de parceiros financeiros da empresa. Em entrevista ao jornal britânico “Financial Times”, Tim Stokely, presidente-executivo da plataforma, culpou os bancos pela proibição de nudez já descartada: 

Pagamos mais de US$ 300 milhões por mês a mais de um milhão de criadores, e assegurar que esse dinheiro chegue até eles envolve utilizar o setor bancário“, justificou o gestor declarando ainda que os bancos possuem regras rígidas para pessoas e empresas que trabalham com conteúdo adulto. 

Continua após a publicidade

Com a decisão, muitos famosos brasileiros que produzem conteúdo para a plataforma online puderam “respirar aliviados”, com a suspensão de proibição. A modelo Núbia Oliver já havia revelado preocupação com uma possível censura da plataforma de vídeos sensuais: “Mesmo que proíba, acho que eles devem tirar apenas os vídeos mais apelativos como masturbação… Mas no nu, não devem mexer, até porque o crescimento da OnlyFans é em cima desse conteúdo”, disse a artista em entrevista ao Metrópoles. 

Quem também comentou a decisão de suspensão na época foi a MC Mirella. Em entrevista ao Metrópoles, a assessoria de imprensa da artista declarou que a suspensão do conteúdo de sexo explícito não iria alcançá-la já que esse não é o seu foco na plataforma. Em recente entrevista ao colega Lucas Selfie, a funkeira revelou que chega a faturar R$ 480 mil por mês com o conteúdo disponibilizado no site. 

O ex-BBB Wagner Santiago que também faz sucesso na plataforma de vídeos sensuais, fez uma avaliação com base na utilização do OnlyFãs para estimar quanto que a cantora Anitta faturou ao publicar o famoso vídeo da tatuagem no ânus: “Cobro US$ 15 por mês para quem está inscrito, mas no meu caso quero diminuir a exposição cada vez mais e deixar só a parte sensual. A Anitta ganhou US$ 7 milhões com o vídeo da tatuagem no ânus”, estimou o ex-brother em entrevista ao podcast 4talkcast. 

Segundo o Only Fãs, Anitta é a brasileira com o engajamento “mais notável” de sua plataforma. O ex-BBB Wagner, passou por uma situação delicada ao ter um vídeo íntimo compartilhado com seus seguidores na plataforma de conteúdo adulto, vazado nas redes sociais. Mesmo com o contratempo, Wagner revelou que continua produzindo material para a plataforma e que viu o faturamento dobrar após o incidente de vazamento. 

Tags Relacionadas: