Fechar
CHAMOU DE CADELA

Presidente da CBF é acusado de assédio moral e sexual por funcionária

Rogério Caboclo é acusado de assédio sexual e moral por funcionária da CBF

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

Uma funcionária da CBF (Conederação Brasileira de Futebol) acusou o presidente da entidade, Rogério Caboclo, de assédio moral e sexual. No processo, a vítima detalhou diversos episódios vividos por ela desde abril do ano passado. Em um deles, segundo a funcionária, Caboclo tentou forçá-la a comer um biscoito de cachorro, chamando-a de “cadela”.

De acordo com informações do Globo Esporte, a denúncia foi protocolada no início da tarde desta sexta-feira (4) na Comissão de Ética da CBF e a Diretoria de Governança e Conformidade. No documento, ela afirma ter provas de todos os fatos narrados e pede que o dirigente seja afastado da entidade e punido pela Justiça Estadual.

Além do episódio envolvendo o biscoito de cachorro, a funcionária cita outros constrangimentos sofridos por ela em viagens e reuniões com o presidente e na presença de diretores da CBF. Em um deles, a vítima detalha o dia em que o dirigente, após sucessivos comportamentos abusivos, perguntou se ela se “masturbava”.

A funcionária reforçou que os abusos eram de conhecimento de outros diretores da entidade, já que teriam ocorrido durante reuniões que tinham a presença de outros dirigentes da CBF.

Ela disse ainda que teve sua vida particular exposta diante diversos funcionários com narrativas falsas criadas pelo presidente acerca de supostos relacionamentos que teria tido no âmbito da CBF, segundo o GE.

Tenho passado por um momento muito difícil nos últimos dias. Inclusive com tratamento médico“, disse a funcionária em entrevista ao Globo Esporte. Segundo afirma a funcionária na denúncia, durante todo o período em que os abusos ocorreram, o presidente estava sob efeito de álcool. Rogério Caboclo foi procurado pelo site, mas não se pronunciou sobre a denúncia.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo

Tags Relacionadas: