Fechar
ESTÁ MAGOADO!

Príncipe Charles não quer encontrar com filho Harry em evento real

De acordo com jornal, príncipe Charles evitará encontro com filho durante evento de homenagem a Diana

Jean TellesRepórter do EM OFF

As tretas na Família Real não param! Se já não bastassem os recentes escândalos escancarados com os depoimentos públicos do príncipe Harry que expuseram para o mundo a família que governa o Reino Unido, agora mais uma notícia promete abalar a intimidade da Família Real Britânica.

De acordo com informações divulgadas pelo jornal The Sun, o príncipe Charles não quer encontrar o filho Harry durante um evento de homenagem póstuma a princesa Diana, morta tragicamente em um acidente de carro no ano de 1997. O evento acontecerá no próximo dia 1 de julho.

O evento que ocorrerá no Subken Garden do Palácio de Kensington, na Inglaterra, terá a inauguração de uma estátua da Lady Di como uma homenagem póstuma de comemoração dos 60 anos de Diana. Uma fonte do jornal declarou que Charles evitaria encontrar com o filho devido ao seu afastamento da Família Real:

“Charles vai deixar os filhos resolverem isso. Harry vai precisar ficar em quarentena por pelo menos cinco dias quando chegar à Inglaterra, provavelmente em Frogmore Cottage em Windsor. Charles deixou bem claro que não estará por perto além disso, porque ele está indo para a Escócia. Não há um encontro planejado entre os três”, relatou a fonte ao jornal.

Continua após a publicidade

Outra fonte ligada à família real declarou que a situação entre pai e filho é ainda mais delicada e que eles mal se comunicam: “Não houve nenhum bate-papo pessoal ou conversas adequadas, apenas uma troca muito breve e mínima de mensagens de texto. O relacionamento ainda está muito tenso e não há sinais de que haverá qualquer tipo de união em breve. Eles estarão juntos no evento em respeito à mãe”.

Vale lembrar que relação entre o príncipe Charles e o Duque de Sussex tem apresentado desgastes há algum tempo. No mês passado, Harry chegou a declarar em entrevistas que ser um integrante da realeza britânica era como “viver em um zoológico”.