Fechar
BOLETIM MÉDICO

Quadro de saúde de Paulo Gustavo é irreversível, dizem médicos

Novo boletim médico foi divulgado no início da noite desta terça-feira (04) e não confirma morte cerebral

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

A assessoria de comunicação do ator e humorista Paulo Gustavo divulgou uma nota no início da noite desta terça-feira (04) onde aponta “irreversibilidade do quadro” de saúde do artista. O texto aponta ainda que o famoso continua internado no hospital no qual deu entrada no dia 13 de março após ser diagnosticado com Covid-19.

Após a constatação da embolia gasosa disseminada ocorrida no último domingo, em decorrência de fístula brônquio-venosa, o estado de saúde do paciente vem deteriorando de forma importante. Apesar da irreversibilidade do quadro, o paciente ainda se encontra com sinais vitais presentes“, diz a nota.

Médicos ouvidos pelo EM OFF afirmaram que a nota carece de mais informações. De acordo com esses profissionais, o boletim deixa vago “em relação à que é a irreversibilidade, já que embolia gasosa é reversível“. Eles reforçam que é possível que uma pessoa tenha sinais vitais, devido aos equipamentos nos quais está conectado, mesmo com morte encefálica detectada.

Hoje a tarde, o EM OFF antecipou que o humorista entrou em protocolo de morte cerebral. A família do artista, inclusive, foi chamada ao hospital onde ele está internado. A nota divulgada no começo da noite não deixa claro se a morte cerebral foi realmente constatada.

Segundo os médicos ouvidos pelo EM OFF, os testes para morte encefálica devem ser feitos num período que pode variar de seis a 24 horas entre eles. “Cada hospital tem um protocolo, mas os requisitos mínimos devem ser seguidos por todos“.

Paulo Gustavo foi internado em março após ser diagnosticado com o novo coronavírus. De lá para cá, trava uma luta contra a doença. No dia 21 de março, ele deu entrada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e foi entubado. Atualmente, respira com ajuda de um equipamento externo, o ECMO.

Tags Relacionadas: