Fechar
Guerra declarada!

Rafa Kalimann é massacrada nas redes sociais ao ‘explicar’ guerra

Influenciadora fez um resumo sobre os supostos motivos da guerra entre a Ucrânia e Rússia, mas acabou recebendo críticas de internautas

Aline TorresRepórter do EM OFF

Rafa Kalimann não consegue ter sossego nas redes sociais. Dessa vez, a influenciadora decidiu falar sobre a situação da guerra instaurada entre a Rússia e Ucrânia. A partir da explicação da apresentadora sobre o suposto motivo do conflito entre os dois países europeus, alguns internautas discordaram com as palavras de Rafa e passaram a criticá-la no Twitter.

A youtuber fez um resumo tachado de “equivocado” e postou em uma sequencia de publicações na rede social. No entanto, a intenção de falar sobre o assunto sem ser uma especialista gerou críticas entre os internautas. Ainda na primeira publicação, ela pediu para que a informassem caso houvesse alguma informação incorreta:

“Vou tentar resumir pra vocês sobre a Rússia e a Ucrânia: *o que eu entendo sobre, se tiver alguma ponto de equívoco, me falem. E por favor pesquisem pra aprofundar, é só um resumo pessoal”, começou. “Existe a organização que os EUA e muitos países fazem parte que é a OTAN e existiu a URSS que a Rússia fazia parte. Com o tempo a OTAN se mostrou mais eficiente do que a URSS que foi rompida com o fim da guerra fria e muitos países começaram a formar aliança com a OTAN”, explicou.

“Mas a Ucrânia que se tornou independente há apenas 30 anos, não. E desde então existe uma indecisão se ela se torna mais próxima da Rússia ou da OTAN (lado dos EUA) onde ela demonstrou ter uma tendência maior nos últimos anos e pra Rússia isso não é nada bom”, disse ainda continuando. “Acontece a Rússia ainda vê a Ucrânia como “parte deles”. Importante frisar que antes a capital da Rússia era Kiev, que hoje é a capital da Ucrânia, tem muitas questões culturais envolvidas, famílias formadas por ucranianos e russos por exemplo”, relatou a influenciadora.

Continua após a publicidade

Em seguida, Rafa Kalimann finalizou o assunto com a última publicação: “O x da questão é que a Rússia não quer um vizinho convertido ao ocidente, um vizinho inscrito na Otan, eles querem preservar sua influência sobre uma área que já foi a cabeça da União Soviética. Tem a ver com laços culturais, mas sobretudo com laços políticos”, completou a ex-BBB20.

A publicação viralizou e a youtuber começou a receber críticas e se atacada: “Rafaela, você não é internacionalista, você não é jornalista política, você não possui instrução em ciência política ou qualquer percepção de história internacional ou sequer de política externa. Em respeito aos seus seguidores, apague isso. É pura desinformação”, alegou uma internauta.

“Eu deveria ter seguido minha intuição e parado no ‘Rafa Kalimann resumindo o conflito Rússia e Ucrânia’, mas fiz a burrice de ler tudo. Onde faz pra desver?”, desabafou outro usuário do Twitter. “Se você não sabe, é melhor não falar sobre. Você tem um alcance muito grande pra publicar resumo pessoal sobre assunto que não tem a mínima perícia. Indique profissionais da área”, alertou um último internauta.

Entenda

A Rússia declarou guerra contra a Ucrânia na madrugada desta quinta-feira (24). O professor aposentado de história contemporânea da Universidade de Brasília (UNB), Antônio Barbosa, explicou que o conflito no leste europeu envolve política internacional, geopolítica e econômica.

“É uma questão basicamente de geopolítica, mexendo com o tabuleiro de xadrez da política internacional. É como se fosse um triângulo com três vértices: de um lado a Rússia, do outro lado os Estados Unidos e o terceiro vértice seria a Europa propriamente dita. E, no meio de toda esta confusão, está um país relativamente pequeno, que é a Ucrânia”, explicou.

O professor ainda falou do interesse do presidente russo, Vladmir Putin, em mostrar que o país europeu é uma potência mundial desde o fim da União Soviética, em 1991: “Putin está conseguindo mostrar que, apesar de a União Soviética não existir mais, de ter perdido o controle sobre os países do Leste Europeu, a Rússia continua sendo uma grande potência, inclusive mantendo intacto o seu arsenal nuclear”.

https://twitter.com/_PrayerInC_/status/1496831632061628419