Fechar
Novo Mestre

Rapper Emicida vai lecionar em Universidade de Portugal

Emicida dará aulas em Portugal no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra

Aline TorresRepórter do EM OFF

O rapper Emicida irá lecionar em Portugal entre os dias 25 de julho a 21 de outubro, no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. O músico ficará a frente da cátedra de residência artística e participará de palestras, intervenções artísticas, rodas de conversas e entrevistas.

A Instituição emitiu um comunicado sobre a participação do artista brasileiro, justificando a participação do rapper e engrandecendo o trabalho de Emicida, principalmente no que diz respeito ao documentário produzido por ele:

“Tendo em consideração a obra e o impacto público de Emicida, de que pode destacar-se o recente documentário de sua autoria ‘AmarElo – É Tudo Pra Ontem’, a residência artística irá promover uma reflexão e um diálogo transatlântico sobre a relação entre arte, ciência e transformação social”.

Emicida fez uma postagem no Twitter agradecendo a oportunidade e disse também estar muito grato: “Podemos dizer que até que enfim eu consegui entrar na faculdade! Grato, ansioso e feliz. Vai ser fod*”, disse o pai de Estela e Teresa.

Continua após a publicidade

O cantor fez questão de explicar aos seguidores que ele não está indo como aluno e sim para agregar ao conhecimento daqueles que ali estiverem: “Muita gente me parabenizando por entrar na faculdade. Obrigado, amigos. Mas eu não estou indo como aluno (embora eu seja um eterno aprendiz de tudo), estou indo como mestre (aliás, adorei o título ‘cátedra insurgente’) e é uma honra sem tamanho”, esclareceu.

Leandro Roque de Oliveira, de 35 anos, mais conhecido como Emicida, é um dos grandes nomes do Hip Hop no Brasil. Sempre em busca de mostrar nas letras de suas músicas a realidade vivida principalmente pelo jovem negro brasileiro, o rapper está agora alçando novos voos.

Sendo um dos donos da marca Laboratório Fantasma, já teve os looks da coleção intitulada LAB desfilados na São Paulo Fashion Week. Em 2020, Emicida lançou seu primeiro documentário, “AmarElo – É tudo pra ontem”, que está disponível no serviço de streaming, Netflix.

O documentário conta a história do negro e a história do samba e do rap no Brasil e como eles influenciaram e influenciam para chegarmos no momento atual. O longa ainda lembra as raízes racistas desde a época da escravidão, até os dias de hoje, trazendo pessoas como referência.