ABRIU O CORAÇÃO

Raul Gazolla desabafa e revela vontade de agredir Paula Thomaz

O ator contou que, ao se deparar com a assassina de sua esposa tão próxima dele, chegou a mirabolar um plano para partir pra cima

Bruno Pinto
Repórter do EM OFF

Desde o lançamento de “Pacto Brutal”, documentário que revela detalhes do assassinato de Daniella Perez, filha da escritora Glória Perez, a série da HBO MAX se tornou um dos assuntos mais comentados da internet. Além de imagens impactantes da jovem atriz morta com 18 ferimentos causados por um objeto perfurocortante, diversos relatos de familiares, amigos e testemunhas dão dimensão do crime brutal cometido por Guilherme de Pádua e Paula Thomaz.

Já nos instantes finais do documentário, ao contar como se sentiu em meio ao julgamento dos assassinos de sua esposa, Raul Gazolla não conseguiu esconder toda a sua fúria e revelou que quase partiu pra cima de Paula ao ficar bem próxima a ela no tribunal. Segundo o ator, ao avistar a criminosa, ele chegou a mirabolar rapidamente um plano para conseguir driblar a segurança e agredir a assassina de Daniella.

Embora tenha preferido ir para os Estados Unidos durante o julgamento de Guilherme, Gazolla não teve a mesma atitude no dia da sentença de Paula: “Eu fui no julgamento dela. Daí eu falei assim: ‘Caramba, só tem uma cerquinha desta altura e ela está a uns dez metros de mim’. Na hora eu calculei: ‘Eu pulo aqui e ninguém me pega… Ninguém me pega!’. Mas, na sequência, percebi que precisava ir embora daquele lugar”.

Em um outro momento do documentário, Raul revelou que, ao descobrir que Guilherme de Pádua estava envolvido na morte de Daniella Perez, pensou em atacar o ator: ‘Eu virei um bicho. Eu fiquei com muito ódio. Eu sei que não é um bom sentimento, mas não dá para não ter naquele momento que você sabe que sua mulher foi assassinada, que o assassino é o colega de trabalho dela… O que veio no meu pensamento: ‘eu vou mastigar o pescoço desse filho da p*ta’.