Fechar
Rivalidade

Reinaldo Gottino questiona Corinthians por homenagem à comunidade LGBTQIA+

O jornalista se manifestou no Twitter questionando uma publicação da equipe paulista

Vitor CaiqueRepórter do EM OFF

O jornalista e apresentador Reinaldo Gottino se indignou na manhã desta terça-feira (17). O motivo da reclamação do comunicador foi uma postagem do time Sport Club Corinthians Paulista nas redes sociais, homenageando a comunidade LGBTQIA+. O time paulista fez uma ação pelo Dia Internacional de Combate à Homofobia, celebrado neste dia 17 de maio.

O que era pra ser uma postagem normal, levantando a importância da data de hoje, se tornou uma polêmica, pois aparentemente a equipe de marketing do clube alterou as cores da bandeira LGBTQIA+, tudo por conta de uma rivalidade do clube com outro time paulista, o Palmeiras. As cores que marcam a identidade e a temática principal da campanha foram mudadas, tirando a cor verde da bandeira.

O verde é a cor e a principal referência do rival no esporte. Assim, o clube começou a ser alvo de críticas por usar da rivalidade de clubes em uma causa tão justa e importante. Reinaldo Gottinho se manifestou no Twitter, deixando uma mensagem sobre o ocorrido. “Um dia tão importante e vocês tiraram o verde do arco-íris? O que é o mais importante?”, comentou o jornalista da Record TV.

Além da manifestação de Reinaldo Gottino, alguns torcedores também se manifestaram criticando a ação. “A fobia com a cor verde vocês nunca vão superar, né? Conseguem ser minúsculos até na hora de mostrar um sentimento nobre. Eu tenho vergonha de ter como maior rival um clube com mentalidade tão minúscula”, comentou uma seguidora, criticando a postura de uma das maiores equipes do país.

Continua após a publicidade

“Po cara… Se for para colocar rivalidade a cima das pautas é melhor nem postar, querendo ou não o verde tem um significado para a bandeira, não está ali atoa, então não faz sentido vocês tirarem ela dai”, opinou um torcedor. “O verde machuca vocês, o verde traumatiza vocês. O pesadelo do pequeno pombo é o verde. Vocês não ligam pra causa, vocês tão cagando pro dia de hoje, a única coisa que vocês pensam é no verde. Mas é compreensível, depois de tanto sofrer na mão do verde, o trauma só cresce”, comentou Gui, torcedor do Palmeiras.

Outros clubes fazem publicações no Dia de Combate à Homofobia

Assim como Corinthians, outros times também se manifestaram e fizeram ações no Dia Internacional de Combate à Homofobia. Alguns clubes de futebol do Brasil publicaram em suas redes sociais mensagens contra a violência à comunidade. Palmeiras, Santos e São Paulo não ficaram de fora das postagens, e juntaram forças em publicações, sem excluir nenhuma cor da bandeira.

“No Palmeiras De Todos não existe espaço para a discriminação. Diga não à homofobia!”, publicou o perfil do Palmeiras. A equipe do Santos comentou: “Sempre do lado do amor, nunca do lado do preconceito”. O time do São Paulo reforçou o respeito na mensagem. “Respeito é tarefa diária que deve ser exercida por todos”.

O Brasil é o país que mais registra mortes violentas de pessoas LGBTQIA+ no mundo. Segundo dados, só em 2021 foram ao menos 300, incluindo 276 homicídios e 24 suicídios. Em média, uma pessoa LGBTQA+ morre a cada 29 horas no país. O Dia Internacional de Combate à Homofobia é celebrado em 17 de maio desde 2010, para combater a violência e promover a igualdade e respeito.