Fechar
Rainha da sofrência

Relembre a carreira meteórica de Marília Mendonça

A cantora morreu após um acidente de avião, aos 26 anos

Nayara VieiraRepórter do EM OFF

Marília Mendonça, uma das maiores cantoras do país, morreu na tarde desta sexta-feira (05), após o avião em que estava cair, em Minas Gerais. A “Rainha da sofrência” como era conhecida, marcou o sertanejo com sua voz potente e talento de sobra. A trajetória da cantora começou cedo, quando ainda tinha 12 anos e já estava compondo para outros cantores.

Fenômeno, que se destacou na música, Marília nasceu em Cristianópolis, mas foi criada em Goiânia. Assim como vários artistas, ela começou a cantar na igreja em sua infância e passou a escrever suas composições para grandes artistas, como “Minha Herança” para a dupla João Neto & Frederico, “Muito Gelo, Pouco Whisky” para o cantor Wesley Safadão e “Ser Humano ou um Anjo” de Matheus & Kauan, dentre outros.

Começando sua carreira como cantora em 2014, a artista lançou o primeiro EP e teve a participação da dupla Henrique & Juliano. Mas foi em 2016,no álbum “Marília Mendonça: Ao Vivo”, que suas canções alcançaram sucesso nacional e várias músicas hitaram, “Sentimento Louco”, e “Infiel”, que foi a mais reproduzida nas rádios naquele ano. Nos anos seguintes, emplacou várias outras músicas como o single “Eu Já Sei de Cor”.

Com todo seu talento e empenho na carreira, ela não parou de criar e lançou outro EP em 2017 e seu segundo álbum “Raridade” com os hits “Amante Não tem Lar” e “De Quem É a Culpa” poucos meses depois, ela lançou o single “Transplante” com a dupla Bruno & Marrone. No auge do sucesso, ela foi premiada como a brasileira mais ouvida no Youtube, no mundo ela era a 13ª maior. 

Continua após a publicidade

Já em 2019, chegou para os fãs o DVD de Marília, que foi uma das precursoras do “feminejo”, intitulado “Todos Os Cantos”, com muito singles de sucesso como “Ciumeira”, “Bem Pior Que Eu”, “Todo Mundo Vai Sofrer” e “Supera”, além de ter contado com a participação dos cantores Léo Santana e Gaab. O DVD foi um projeto em que ela gravou em vários estados do Brasil.

Dentre suas parcerias, que não foram poucas, em 2019 Marília lançou o hit “Some Que Ele Vem Atrás” com outra cantora que é um fenômeno, Anitta. A mistura de sertanejo e pop deu muito certo. Outro sucesso foi sua união com as amigas Maiara & Maraísa em “Esqueça-Me Se For Capaz”. Inclusive, nesses últimos meses, ela estava em um novo trabalho com as amigas.

À partir desta amizade do sertanejo nasceu “Patroas”, que foi gravado durante uma live, um formato que ganhou força por causa da pandemia da Covid-19. Em 2022, a dupla e Marília iriam sair em turnê com as novas músicas. Os shows estavam marcados para acontecer nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Brasília e os ingressos já estavam à venda.

A dupla e Marília comemoraram a indicação ao Grammy Latino neste ano. Apesar da pandemia, elas conseguiram entregar um grande projeto. A cantora deixa a família, o filho Léo, fãs e amigos depois de ter se consolidado como uma das maiores vozes da música sertaneja e uma das maiores estrelas do país. Com sua irreverência, ela circulou por outros ritmos e conquistou o carinho de inúmeros artistas.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff

Tags Relacionadas: