Fechar
CARNAVAL 2022

Repórter da Globo debocha de desfile em homenagem a Paulo Gustavo

Escola de samba que homenageou Paulo Gustavo ficou em último lugar e acabou sendo rebaixada para Série Ouro

Jean TellesRepórter do EM OFF

Aconteceu nessa terça-feira (26), a apuração dos desfiles das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. A escola de Samba de Caxias, Grande Rio, levou seu primeiro título e se consagrou campeã do grupo especial do Carnaval carioca. A São Clemente, que fez uma homenagem ao humorista Paulo Gustavo, não fez um bom desfile e acabou ficando em último lugar, sendo rebaixada para a Série “Ouro“.

A escola de samba carioca trouxe para Marquês de Sapucaí, uma homenagem ao humorista Paulo Gustavo, que morreu em decorrência de complicações da Covid-19 em maio de 2021. Com a personagem Dona Hermínia, inspirada em sua mãe Dea Lúcia, Paulo Gustavo quebrou recordes de bilheteria tanto no cinema quanto no teatro. 

Apesar da admirável homenagem ao eterno comediante, o desfile da escola de Samba de Botafogo acabou ficando marcado por uma série de problemas técnicos durante sua apresentação. Telespectadores reclamaram da apresentação da São Clemente na avenida, apontando falta de criatividade na escolha de alegorias. Uma delas, em homenagem ao marido de Paulo Gustavo, acabou virando piada e foi comentada até mesmo por um repórter da Rede Globo.

O jornalista da Rede Globo Rodrigo Carvalho, usou suas redes sociais para ironizar a escola de samba São Clemente. O correspondente de Londres da emissora dos Marinho relembrou, em tom debochado, uma das alas em homenagem ao médico Thales Bretas, viúvo de Paulo Gustavo: “Lembrei da ala DERMATOLOGISTA da São Clemente hahahaha”, declarou o jornalista da Rede Globo, compartilhando em seguida um print da ala. 

Continua após a publicidade

Nos comentários do post de Rodrigo Carvalho, internautas repercutiram a publicação debochada: “Era tão absurda que achei simpática”, escreveu um telespectador da Globo. “Foi constrangedor”, apontou outro. “Gente vamos fingir que só teve o carro com a mãe e os amigos e pronto”, declarou outro internauta. 

Homenagem a Paulo Gustavo é marcada por problemas

O desfile da São Clemente que contou a história de Paulo Gustavo ficou marcado por alguns problemas da agremiação durante a apresentação. Pelo menos três carros da São Clemente tiveram dificuldades para passar debaixo do viaduto 31 de março por conta de suas estatura. Como solução, algumas partes precisaram ser quebradas e esculturas ficaram danificadas depois de se arrastarem debaixo do viaduto. 

O carro abre-alas que levava a mãe de Paulo Gustavo também teve problemas em suas composições. Pelo menos oito componentes não conseguiram entrar no carro e tiveram que subir de escada. A escola também apresentou atrasos ,o que acabou prejudicando sua evolução durante o desfile. A agremiação no final do desfile precisou correr para não ultrapassar o tempo regulamentar.