Fechar
Não deu

Romero Britto tem pedido negado pela Justiça; entenda

Romero Britto queria colocar o segundo “T” no sobrenome de forma legal, mas teve o pedido negado em última instância

Aline TorresRepórter do EM OFF

Romero Francisco da Silva Brito é o nome do famoso artista plástico, Romero Britto. No entanto, o brasileiro gostaria de fazer uma modificação de forma legal em seu sobrenome, acrescentando mais um “t” em Brito. Mas o pedido foi negado pela quarta turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ele já usa “Britto” em suas redes sociais e assinaturas de obras.

Segundo o Splash UOL, o artista já havia pedido anteriormente a mudança, mas foi negado em primeira e segunda instâncias. Posteriormente, Romero decidiu levar o caso ao STJ que também decidiu por negar a mudança do sobrenome. O caso de mudança de nome, ocorre apenas em raras exceções, em erros de digitação no registro civil ou a pedido de pessoa transexual, fora isso, o nome é imutável.

Um dos ministros responsáveis pela decisão final, Marco Buzzi, afirmou que o nome real de Romero não trouxe qualquer prejuízo a carreira brilhante do artista conhecido internacionalmente. O magistrado ainda afirmou que também não houve implicações à dignidade do artista e que o sobre nome dele não configura nenhum tipo de vexame:

“A própria trajetória artística exitosa, de ao menos trinta anos, narrada pelo demandante, denota que a divergência decorrente de sua opção pela utilização da expressão ‘Britto’ em detrimento da grafia original de seu sobrenome não lhe trouxe restrições ou prejuízos, tampouco implica vulneração à sua dignidade; o sobrenome originário, destaque-se, não consubstancia apelido vexatório ou lesivo a sua integridade moral.”, disse.

Continua após a publicidade

“No que tange ao sobrenome, particularmente, sobressai a essencialidade da função de revelar a estirpe familiar. Referido elemento do nome, também denominado de patronímico ou apelido de família, tem por escopo justamente designar, comum e inexoravelmente, todos os indivíduos pertencentes ao mesmo grupo familiar, preservando-o, como entidade, no meio social.”, completou o ministro.

Romero Britto ficou famoso por seus quadros e escultura de cores e formatos chamativos. É considerado um dos artistas vivos mais prestigiados por famosos do mundo inteiro. Já fez quadros para personalidades como Arnold Schwarzenegger, Dilma Roussef, Madonna e Michael Jackson. Foi convidado para um jantar no palácio de Buckinghan pelo príncipe Charles.

Obra quebrada

Em agosto de 2020, Romero Britto foi pego de surpresa após uma mulher chegar exaltada em uma de suas galerias com uma escultura nas mãos, gritar com o artista e em seguida jogar a obra de arte no chão na frente do artista. A peça era avaliada em R$ 26 mil, possuía um formato de maçã e foi dada de presente à mulher pelo marido.

Na época, a norte-americana alegou que o artista teve um comportamento inapropriado com funcionários de um restaurante de propriedade da mulher e antes de jogar a peça no chão, ela deu um aviso para o serígrafo: “Nunca vá a um restaurante meu e ofenda um funcionário, mas nunca”, disse a mulher revoltada. Na época o vídeo viralizou nas redes sociais.