Fechar
Homofobia

Senador faz discurso de ódio sobre escolha de Bota Pó para campanha

Roberto Rocha atacou digital influencer e apagou publicação em seguida

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

O senador pelo estado do Maranhão, Roberto Rocha, usou suas redes sociais para fazer discurso homofóbico contra Alex Brito, digital influencer que faz sucesso como Bota Pó, e que conta com quase 500 mil seguidores no Instagram. O político criticou a escolha da personalidade, de 16 anos, como rosto principal de uma companha sobre educação do governo estadual.

Em publicação compartilhada nas redes sociais e já deletada após repercussão negativa, Rocha acusou o governo do Maranhão de fazer apologia à homossexualidade. O funcionário público também afirmou que “Alex é um menino interpretando um papel de menina” e que não é obrigado a aceitar que figuras LGBTQIA+ estampem campanhas do estado.

“O governo do Maranhão, ao lançar a plataforma Gonçalves Dias de Educação, em vez de colocar como garoto propaganda um maranhense que tenha se destacado em alguma área, preferiu colocar um jovem homossexual assumido fazendo o papel de menina”, disse. O senador seguiu o discurso de ódio dizendo ser lamentável que pessoas da comunidade estejam ganhando destaque na sociedade.

“Agora, analisando friamente, para que isso? Qual a necessidade disso? É apologia a homossexualidade ou não? Lamentável essa situação na qual passamos. Nada contra a opção sexual de alguém. Agora querer obrigar aceitação desta opção de alguns como regra e apologia a prática homossexual isso não dá para aceitar!!!”, disparou ele, que em seguida enfatizou suas críticas a Flávio Dino, governador do estado. “Cartão vermelho”.

Continua após a publicidade

A Secretaria de Direitos Humanos do Maranhão emitiu uma nota de repúdio aos ataques do senador Roberto Rocha contra Bota Pó. “Ao invés de se preocupar com os problemas reais do país como a fome, a miséria e o desemprego, por exemplo, ataca a campanha da @EducacaoMA, que valoriza uma das nossas personagens maranhenses adolescentes que é destaque no país com a sua arte, tentando jogar a população contra as políticas de educação no estado do Maranhão”.

“A Bota Pó não é “um jovem fazendo papel de menina”, mas uma adolescente que está vivendo o seu gênero e sua sexualidade e pra isso exige respeito e liberdade. Sim, uma adolescente trans, protagonista da nossa juventude, que traz em sua vida e história uma mensagem política: a escola não pode ser lugar de exclusão. Queremos um Estado para todes, por isso a escola dignas tem que ser inclusivas e sem preconceitos”, afirmou.

A nota foi finalizada com um pedido de respeito a Bota Pó e a todas as pessoas LGBTQIA+. “Botá Pó na nossa campanha estadual de Educação é uma belíssima mensagem sobre direitos humanos, inclusão, respeito e de combate a LGBTfobia aos maranhenses. Respeite, senador”.

Por meio das redes sociais, Bota Pó alterou a imagem do perfil para a bandeira LGBTQIA+ em sinal de protesto. “Aceitar é uma escolha sua, mas respeitar é um dever de todos”, desabafou por meio da ferramenta Stories. O senador Marcos Rocha não se pronunciou sobre a repercussão dos ataques feitos por ele.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff