Fechar
NOVIDADE

Testemunha que diz ter visto MC Kevin pedir socorro não estava no Brasil

Homem apresentado como testemunha por Bianca Dominguez não estava no país no dia do acidente, diz a polícia

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

O caso envolvendo a morte do funkeiro MC Kevin ganhou um novo capítulo nesta terça-feira (19). A Polícia Civil do Rio de Janeiro afirmou que o português Fernando Jimmy Junior, apresentado como testemunha pela garota de programa Bianca Dominguez e que disse que Kevin teria pedido ajuda a um amigo antes de cair da varanda de um hotel, pode estar mentindo.

De acordo com investigações da Polícia Civil, Fernando não estava no Brasil no dia do acidente que vitimou o cantor. A informação é do portal Metrópole. O músico português chegou a conceder entrevistas afirmando ter visto o artista ser incentivado a pular da sacada do hotel. Fernando foi indicado a depor por Bianca, contratada por Kevin e Victor Elias Fontenelle, o MC VK.

Em agosto, o português deu uma entrevista ao programa Domingo Espetacular, da Record TV, e falou sobre o momento do acidente. “Deu a entender que o MC VK estava incentivando o Kevin a se pendurar naquele local e que o Kevin largou a mão direita e ficou somente apoiado com a esquerda. E ali deu claramente para ouvir o que ele estava a dizer. Ele estava a pedir que o VK ajudasse ele. Ele gritou mesmo que deu para ouvir de onde eu estava”.

Já segundo o jornal Extra, a própria Bianca Dominguez deve ser ouvida pela polícia novamente. O promotor Marcos Kac, da 1ª Promotoria de Investigação Penal Territorial da Zona Sul e Barra da Tijuca, determinou que seja colhido um novo depoimento da garota de programa, contratada para manter relações sexuais com MC Kevin no dia da sua morte, em 16 de maio.

Continua após a publicidade

O promotor determinou que na intimação o delegado Leandro Gontijo de Siqueira Alves, titular da 16ª delegacia da Barra da Tijuca, esclareça que, caso ela não compareça espontaneamente, poderá ser requerida sua condução coercitiva. A intenção da polícia é esclarecer as diferentes versões apresentadas por Bianca sobre o que teria ocorrido na suíte 502 do hotel.

No seu primeiro depoimento à polícia, no dia seguinte ao acidente, a moça relatou que, pouco antes da queda, mantinha relações sexuais com o funkeiro na varanda. Já em agosto, ela passou a alegar que o artista estava no cômodo discutindo com Victor Elias Fontenelle, o MC VK, tendo, inclusive, pedido ajuda ao amigo e não sido socorrido pelo rapaz.

Em agosto, a defesa de Bianca Dominguez disse que Fernando Jimmy Junior estava hospedado em um prédio próximo ao apartamento em que MC Kevin e VK estavam junto com a garota de programa. A testemunha teria procurado Bianca pelo Instagram para contar o que tinha visto e ouvido. Segundo Fernando, VK estava tentando “incentivar ou assustar” Kevin a pular da varanda.

Em maio, Deolane Bezerra, advogada e viúva do artista, usou as redes sociais para mandar indiretas supostamente aos amigos do músico e disse que a verdade viria à tona. “Quantas mentiras e contradições, senhor amado! Mas a tua justiça não falha! Eu confio em ti, senhor“, publicou ela. “Um corpo sem vida fala sem mentir e se contradizer. Um corpo vivo, se não trouxer a verdade, depõe toda hora contra si mesmo em vossas contradições. Não sei ler corpos, mas aprendi a ler a verdade e a mentira na face do covarde”, completou a atual influenciadora digital.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff