Fechar
Polêmico

Tiago Leifert coloca pesquisas eleitorais em dúvida e expõe jornalistas da Globo

O jornalista comentou sobre o assunto em uma entrevista para um canal no YouTube

Vitor CaiqueRepórter do EM OFF

Não é novidade para ninguém que depois que saiu da Rede Globo, o jornalista e ex-comandante do Big Brother Brasil, Tiago Leifert, se envolveu em diversas polêmicas. Com manifestações e opiniões sobre assuntos distintos, o comunicador segue caçando assunto para estar na mídia e entre os assuntos mais comentados da web. A nova da vez foi seu posicionamento político.

Tiago foi convidado para ser entrevistado no podcast “Cara a Tapa”, do youtuber Rica Perrone. O programa na internet, que sempre pauta posicionamentos e assuntos políticos, foi escolhido por Leifert para abrir o coração sobre as eleições presidenciais de 2022. O comunicador surpreendeu o público com suas respostas e posicionamentos, que deram o que falar.

O ex-global foi questionado sobre quem ele escolheria entre Lula e Bolsonaro. Rapidamente, ele respondeu que se alguém colocasse uma arma em sua cabeça e o fizesse escolher entre o atual chefe do Executivo e o ex-presidente, ele mandaria a pessoa atirar, pois seria incapaz de ficar em um lado. “Pode atirar, não dá, essa é a posição solitária, não dá”, afirmou.

Tiago ainda colocou em dúvida as pesquisas eleitorais que sempre são feitas por diversos canais de comunicação e veículos de imprensa. “Eu acho que tem muita gente calada, eu não acho que as pesquisas estejam no caminho certo. Não sei nem se esse é o segundo turno, não sei se eles não desistem antes ou se acontece alguma coisa”, comentou, opinando em seguida sobre os governos de Lula e Jair Bolsonaro.

Continua após a publicidade

“O Bolsonaro foi muito mal e o Lula não dá. Fez um bom governo em 2002, entendo a figura que ele é, a importância que ele tem, mas não consigo fazer o malabarismo mental de tudo o que aconteceu”. Com as declarações em alta na web, diversos seguidores resolveram comentar sobre as palavras do comunicador de 42 anos, que não agradou o público com a entrevista.

O apresentador ainda comentou com Tiago Leifert sobre o meio do jornalismo, onde ele atuou por muitos anos na Rede Globo, e ele respondeu o questionamento falando se o meio jornalístico tem um viés político. “Trabalhando nos veículos que trabalhei, geralmente Globo todo mundo era de esquerda”, comentou, expondo o posicionamento de diversos jornalistas da ex-empresa.

Seguidores falando sobre discurso de Tiago Leifert

“Esse discurso apolítico nem-nem só favorece o mito e sua trupe! Eles adoram deturpar esse tipo de discurso pra atacar Lula etc”, comentou Fabio Padilha. “Se eu fosse o Tiago, eu retiraria tudo que disse e escolheria um lado, nem que seja do Lula, do Ciro Gomes, sei lá, mas que se posicionasse… Porque jogar pro universo que prefere receber um TIRO, isso é muito pesado”, afirmou Thomás Thales.

“Uma decisão de neutralidade quando estamos escolhendo entre a democracia e o fascismo é uma péssima escolha política. Essa posição de Tiago Leifert não me surpreende. No final, vai votar no Bozo”, pontuou outro seguidor. “Claro que ele prefere se isentar (leia-se votar no bozo) é branquelo, rico e nunca passou por dificuldade na vida”, enfatizou outro internauta, detonando Tiago.