Fechar
POLÊMICA

Tiago Leifert é alvo de críticas após dizer que sofreu ‘assédio moral’ na faculdade

O apresentador foi alvo de críticas nas redes sociais após relatar suposto assédio moral

Hanna HaikaRepórter do EM OFF

O apresentador Tiago Leifert está de volta à mídia após uma pausa para acompanhar os tratamentos da filha. O comunicador de 41 anos marcou presença no podcast “Fala, Brasolho”, conduzido por Fred Desimpedidos. Na entrevista, o ex-apresentador do BBB contou sobre alguns momentos conturbados de sua vida, mas acabou sendo criticado por alguns comentários.

O ex-contratado da TV Globo relatou situações vexatórias enquanto cursava a faculdade de jornalismo. O apresentador disse ter sido vítima de diversos episódios de assédio moral por parte de um professor universitário, que o menosprezava porque seu pai, Gilberto Leifert, trabalhava para a emissora dos Marinho.

“Ele falava assim, no meio da aula: ‘tem playboyzinho aqui que veio comprar diploma, né? Papai trabalha na grande mídia, está resolvido já’. Assim, na minha cara, juro por Deus”, contou o apresentador no podcast. “Tenho muito sangue frio, demoro para perder a paciência. Não caía em provocação, deixava ele falar. Ele falava: ‘porque tem fascistinha aqui’, na minha cara”, continuou.

“E o bando de banana que estudava comigo também, ninguém falava nada”, apontou Leifert. “Meu pai era do setor comercial da Globo, nunca fui subordinado a ele na minha vida, ele era de outro departamento. Meu pai nunca foi subordinado nem chefe de nenhum dos meus chefes, nunca”, endossou Tiago Leifert. No entanto, devido aos constantes constrangimentos, o jornalista preferiu terminar os estudos universitários em Miami, nos Estados Unidos.

Continua após a publicidade

Repercussão

O relato de assédio moral não foi levado a sério por internautas, que fizeram chacota do fato de Tiago Leifert deixar o ensino brasileiro para um ensino internacional. “Oi meu nome é Tiago Leifert e eu fui vítima de assédio moral na faculdade, por isso terminei os estudos em Miami”, ironizou uma internauta fazendo alusão ao comercial viral da Betina.

“Cara, tô triste com a história do Tiago Leifert, teve uma adolescência traumática, o cara sofreu assédio moral na escola (era chamado de playboyzinho) e precisou fazer o sacrifício de concluir os estudos em Miami. É um guerreiro, eu não teria conseguido”, debochou outra internauta. “Quando eu fico sem dinheiro para pagar alguma conta eu sempre penso “o que o Tiago Leifert faria?” e aí vou para Miami. O cara me inspira demais”, ironizou outro usuário.