Eita!

Tirulipa se pronuncia após suposto envolvimento em associação criminosa

O humorista teve diversos bens apreendidos pela polícia nesta última quarta-feira (13)

Lucas Cardoso
Repórter do EM OFF

Após ter diversos bens apreendidos pela Polícia Federal nesta última quarta-feira (13), a assessoria do humorista Tirulipa resolveu se pronunciar sobre o suposto envolvimento do humorista nos crimes contra a economia popular e associação criminosa. Em comunicado oficial, a equipe do humorista afirma que todos os bens apreendidos vêm do fruto do trabalho do humorista e reitera que Tirulipa não tem envolvimento algum com a empresa investigada pelos crimes citados.

A investigação movida pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP), analisa se o humorista tem envolvimento com associações criminosas, e se realmente cometeu crime contra a economia popular. Após entrar na casa do humorista em Alphaville, em São Paulo, a polícia apreendeu diversos bens do artista, entre eles quatro folhas de cheque preenchidas no valor de R$30 mil, R$27,6 mil em notas de dinheiro, quatro agendas com anotações, duas folhas com vários nomes de pessoas, uma folha manuscrita a caneta com o nome do humorista, um aparelho celular, declaração de faturamento, contrato de locação residencial, além de documentos a serem preenchidos.

Leia abaixo o comunicado oficial da assessoria jurídica de Tirulipa:

Em atenção ao que vem sendo veiculado na mídia acerca do cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência do humorista Tirulipa, a assessoria jurídica do artista informa que o mesmo não possui qualquer envolvimento com a empresa investigada por suposto crime contra a economia popular e associação criminosa. Além disso, não figura como investigado no inquérito.

Vale destacar que o artista realizou apenas uma ação de divulgação pontual e única, no ano de 2021, para a empresa investigada. Ressalta-se ainda, que todos os valores e tens apreendidos em sua casa são provenientes do seu trabalho, legalmente declarados e já estão sendo devolvidos ao artista, que segue contribuindo com toda a investigação e à disposição da justiça!“.