Racismo em Portugal

VÍDEO: Giovanna Ewbank avança em mulher racista que ofendeu seus filhos em Portugal

No vídeo, a atriz aparece completamente enfurecida com a mulher racista

Lucas Cardoso
Repórter do EM OFF

A atriz Giovanna Ewbank está curtindo as férias em Portugal ao lado do maridão Bruno Gagliasso, e seus três filhos: Titi, Bless e Zyan, desde a última quarta-feira (27). No entanto, a paz da família foi interrompida por um caso de racismo praticado por uma mulher desconhecida em um restaurante à beira-mar do país europeu.

Em um vídeo publicado pelo site Metrópoles, Giovanna aparece extremamente revoltada e proferindo diversos palavrões contra a mulher desconhecida que fez ataque racista aos seus filhos, Titi e Bless.Racista nojenta! Sua filha de uma p*ta nojenta, horrorosa, feia! É isso o que você é, sua nojenta! Olha sua cara. […] Você merece sabe o quê? Soco, uma porrada na sua cara!”.

Em comunicado oficial, a assessoria dos atores deu mais detalhes sobre o ocorrido, e revelou que a criminosa não só ofendeu Titi e Bless, como também proferiu, aos gritos, frases como “pretos imundos” e “voltem para a África” a turistas angolanos presentes no local, além de diversos outros absurdos. Felizmente, a criminosa saiu algemada por policiais.

“Comunicamos que os filhos do casal Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram vítimas de racismo no restaurante Clássico Beach Club, na Costa da Caparica, em Portugal, neste sábado, dia 30 de julho, onde a família passa férias. Uma mulher branca que estava pelo restaurante, xingou, deliberadamente, não só Títi e Bless, mas também a uma família de turistas Angolanos que estavam no local – cerca de 15 pessoas negras”.

“[…] A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outras absurdos proferidos às crianças, tais quais “pretos imundos”. Confirmamos, conforme videos que já circulam no Brasil, que Giovanna reagiu e enfrentou a mulher, enquanto Bruno Gagliasso, seu marido, chamou a polícia. A mulher foi levada escoltada e presa. Informamos ainda que Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank prestarão queixa contra a racista formalmente na delegacia portuguesa”, declarou a assessoria.

Na web, a situação também gerou revolta e indignação. “A cada dia que passa, está mais escancarado o quão tóxico é Portugal. Racismo e xenofobia de mãos dadas”, criticou um internauta. “Por que tem alguém segurando ela? Tinha que deixar essa v*dia apanhar, desgraç*da!, exclamou um internauta completamente indignado com casos de racismo em pleno 2022.

“Uma brasileira em Portugal certamente terá mínimas chances em ganhar uma causa por discriminação racial. Se ela bate nessa v*gabund*, perde qualquer possibilidade e ainda será indiciada por agressão”, explicou uma usuária.