Fechar
MAIS DE R$ 4 MILHÕES

Wesley Safadão é inocentado em processo de plágio e danos morais

Segundo o compositor Jonas Alves, Safadão teria usado a canção “Vaqueirinha Maltrata” de forma ilegal

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

O cantor Wesley Safadão conseguiu uma vitória na Justiça e foi inocentado no processo que respondia por plágio, danos morais e danos materiais. Movida pelo compositor Jonas Alves, a ação pedia uma indenização de R$ 4,7 milhões. Segundo Alves, Safadão teria usado a canção “Vaqueirinha Maltrata” de forma ilegal.

A informação é do jornalista Leo Dias, do portal Metrópoles. No processo, Alves alega que Safadão não lhe pagou nada pela composição da música, lançada em 2018. O juiz responsável pela causa ordenou que a faixa fosse excluída de todas as plataformas de streaming e que o cantor não teria de pagar a quantia em dinheiro exigida pelo autor.

O compositor pedia R$ 4,7 milhões de indenização, valor este que, segundo Alves, corresponderia ao número de vezes que a faixa foi acessada e baixada, multiplicada por R$ 2,90. Além deste valor, a defesa pedia R$ 200 mil por danos morais.

Jonas já afirmou que vai recorrer da decisão. À coluna de Leo Dias, a assessoria de imprensa de Safadão confirmou que o intérprete ganhou o processo, mas revelou não ter mais informações judiciais.

Continua após a publicidade

No começo do mês passado, a defesa de Jonas ALves chegou a prestar uma queixa-crime e pedir a prisão preventiva de Wesley Safadão já que, segundo os advogados do compositor, essa seria a terceira denúncia de plágio contra o cantor.

A faixa “Vaqueirinha Maltrata” faz parte do álbum “Diferente não, Estranho”, que Wesley Safadão lançou em 2018. “Eu fiz isso pra ele aprender a respeitar daqui pra frente os direitos de nós compositores“, disse Alves, no começo de março.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff