IFOOD

Whindersson Nunes se redime após gafe com patrocinador

Comediante reparou gafe com patrocinadora da qual já foi garoto propaganda

Jean Telles
Repórter do EM OFF

O humorista Whindersson Nunes reparou sua gafe na noite dessa sexta-feira (22), com o aplicativo de delivery Ifood, do qual já foi garoto propaganda. Para quem não sabe, recentemente ao fazer um desabafo sobre gastos excessivos, o youtuber reclamou de ter gastado milhares de reais sem nem ter o aplicativo instalado em seu aparelho de celular. 

“Mês passado eu paguei R$ 8 mil reais em pedras para jardim, detalhe, eu não tenho jardim. Hoje, eu fui despejado de um lugar que eu nunca pus os pés dentro, R$ 16 mil reais de iFood e eu NEM TENHO ESSE APP, eu como a mesma comida todos os dias nos mesmos horários”, desabafou o youtuber, ao mencionar uma ação de despejo que sofreu recentemente. 

Imediatamente, fãs do influenciador o lembraram de sua parceria comercial com a empresa Ifood, e Whindersson rebateu, informando que não tinha mais contrato vigente com ao aplicativo, tendo feito apenas uma ação isolada: “Não faço propaganda do iFood, eu já fiz uma vez, pontual e só”. 

No entanto, nessa sexta-feira (22), Whindersson demonstrou que conseguiu faturar em cima de sua gafe. Isso porque, o comediante compartilhou em suas redes sociais, uma nova ação comercial para o aplicativo de delivery, que parodiava justamente o seu desabafo contrário ao aplicativo.

No post, Whindersson participa de uma reunião virtual com membros de sua equipe e percebe que foram eles os responsáveis por gastar o valor exorbitante com lanches no aplicativo de delivery. 

Nos comentários do post, internautas repercutiram a jogada de marketing do comediante com a patrocinadora: “Conseguiu reverter dizendo que não usa Ifood em outra publi (risos) passo mal”, se surpreendeu uma internauta. “Ele pegou a própria desgraça, fez piada e ainda monetizou em cima”, escreveu outra. “O Ifood foi rápido e genial nessa, ou estava tudo combinado desde o primeiro tweet do Whinderson reclamando da fatura do cartão? Eis a questão”, questionou um fã.