Fechar
deu apoio

Zezé di Camargo sai em defesa de Sérgio Reis: ‘Não está sozinho’

Zezé de Camargo ofereceu apoio a Sérgio Reis e disse querer gravar uma música com o sertanejo

Aline TorresRepórter do EM OFF

Após polêmicas com Sérgio Reis, que resultaram no cancelamento dos artistas convidados para participar do novo álbum do músico e até mesmo a suspensão total do lançamento do CD, Zezé di Camargo se ofereceu para gravar uma música com o veterano. Ele disse ainda que Sérgio não está sozinho, já que, segundo o cantor, “o Brasil inteiro está com ele”.

Zezé di Camargo, que é abertamente a favor do presidente da República Jair Messias Bolsonaro, foi um dos poucos artistas que ficaram ao lado de Sérgio Reis após o vazamento de um áudio no qual o sertanejo veterano supostamente atenta contra a democracia. A gravação foi exposta na mídia e teve uma repercussão negativa.

“Serjão, você não está sozinho. O Brasil está com você. […] E se realmente aconteceu isso de alguns artistas cancelarem a participação do seu DVD, eu me colocarei aqui à disposição. Eu quero participar, cantar uma música com você. E deixo um recado também pra meus amigos sertanejos. É hora de a gente pegar o Serjão e colocar no colo, que nem ele colocou muita gente”, disse Zezé em um dos trechos do vídeo.

“O Sérgio Reis deixou uma carreira vitoriosa na Jovem Guarda e virou cantor sertanejo. Minha solidariedade a você, meu carinho a você e isso só faz reforçar o que o Brasil mais precisa ouvir, o que o Brasil precisa fazer. O povo do Brasil agradece a você”, ressaltou Zezé no fim da gravação postada nas redes sociais.

Continua após a publicidade

Abandono do projeto de Sérgio Reis

Paula Fernandes foi a única que não abandonou a participação no novo álbum de Sérgio Reis. O disco do cantor estava previsto para ser lançado no segundo semestre de 2021, mas após o veterano da música sertaneja se envolver com polêmicas na política, quase todos os artistas convidados, desistiram.

Guilherme Arantes, Maria Rita, Zé Ramalho, Guarabyra e Anastácia já tinham tido o nome divulgado no projeto, porém, em cima da hora, desistiram. Todos emitiram nota sobre a declinação da participação do álbum de Sérgio Reis. Zé Ramalho, ainda, proibiu que músico regravasse ou usasse a gravação já feita da música “Admirável Gado Novo”.

Entenda a situação de Sérgio Reis

O sertanejo de 81 anos virou alvo de investigações da Polícia Federal após áudios vazados em que ele convocava uma greve e ameaçava o Supremo Tribunal Federal e o Senado. O cantor afirma no áudio que iria ao Senado para entregar uma “intimação” para que o voto impresso fosse aprovado e alegou ainda que nenhum carro passaria nas ruas além de ambulância e polícia, nos dias da manifestação:

“Vão receber um documento com 72 horas para aprovar o voto impresso e para tirar todos os ministros do STF. Não é um pedido, é uma ordem. É assim que vou falar com o presidente do Senado”, disse em um dos trechos. “E se em 30 dias eles não tirarem aqueles caras (referindo-se aos ministros do STF), nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra”, afirmou ainda o cantor no áudio vazado.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo