Fechar
No Limite da Verdade

No Limite 2022: Pires faz drama em reality e telespectadores desconfiam

O participante contou uma história para a Tribo Sol e os internautas ficaram em cima do muro

Fábio SaraivaRepórter do EM OFF

A nova temporada do “No Limite” com anônimos tem conquistado aos poucos o público. Matheus Pires é uma das 24 pessoas que completam o elenco. O rapaz iniciou seu jogo mentindo para a Tribo Sol, ao falar que estava desempregado. Entretanto, sozinho e diante das câmeras ele revelou que recentemente foi promovido a diretor pedagógico. A estratégia do carioca foi criar um personagem para comover seu grupo de não votarem nele.

Na estreia do “No Limite”, a Tribo Lua eliminou Dayane Sena. Mas, no segundo episódio, quem foi para o Portal foi a Tribo Sol. O grupo de Matheus Pires iria eliminá-lo, mas o rapaz foi mais esperto e fez a cabeça de uma participante. Verônica Kreitchmann estava machucada, e ele a convenceu a pedir para que os “lunáticos” votassem nela. E conseguiu. A moça levou sete votos, enquanto ele dois, até Fernando Fernandes interromper a contagem. 

Nesta terça-feira (11), Pires, sobrenome que ele mentiu ao dizer que era chamado assim fora do reality, chamou a Tribo Sol para uma conversa. “Eu estava muito triste de sair porque eu não tinha compartilhado algo com vocês. Eu tive uma infância muito gordofóbica. Fui uma criança muito gorda e meus pais eram muito gordofóbicos comigo”, revelou o diretor pedagógico. 

Matheus Pires conta superação pessoal

Em seguida, ele contou um pouco sobre sua relação com os pais: “Eles diziam que eu tinha poucos amigos, porque eu era gordo. Eu estudava em uma escola só de homens. E obviamente o motivo de ter pouco não era, eu ser gordo”, se referindo a sua homossexualidade. Um homem gay, pedagogo e desempregado é a visão que ele passou para a Tribo. Matheus Pires pode ter deixado seu personagem de lado, ou só reforçou sua estratégia.

Continua após a publicidade

Por conta desse bullying familiar, Pires, então, falou quando começou a mexer em seu corpo. “Comecei a ganhar dinheiro, comecei a fazer muito procedimento estético. E eu tinha o sonho de colocar prótese no peito. Coloquei as próteses, fiquei lindo, arrasei. Não botava blusa para mais nada. Depois de seis semanas, uma prótese acordou muito inchada e tive que tirar. Se eu já me achava feio antes, imagina agora com um peito?“, relembrou o rapaz.

Então, ele refletiu sobre o episódio e chegou a comover os outros participantes. “Quando eu tirei a prótese e passou um mês de recuperação, eu fiquei bem e falei ‘cara, estou muito bonito do jeito que eu sou’. Acho que a gente tem que amar nossos corpos, a vaidade é importante, mas a gente não pode se mutilar e se machucar para chegar num ideal que é muito mais dos outros do que nossos“.

Telespectadores duvidam do rapaz

Foi super bonito pra mim, ele ter aberto isso. Porque quando eu vejo uma pessoa que se expressa demais, se coloca de mais, essa pessoa tem alguma coisinha lá dentro“, disse Wanderlei diante das câmeras. Se essa história é verdade, ou não, Pires não contou para o público, o que deixa em aberto a questão. Se foi parte de sua estratégia ou realmente viveu tudo o que contou para a Tribo Sol.

Internautas duvidaram da veracidade da fala do rapaz. “Eu vendo o Pires falando sobre as cirurgias plásticas e não sabendo se é verdade ou mentira, no primeiro episódio o cara já inventou um personagem”, comentou uma internauta. “Se o Pires aparecer em um VT falando que a história da prótese é mentira eu vou dar uma pirueta no meio da minha sala”, disse Matheus Laneri, Youtuber do canal “O Brasil que deu certo”. 

Eu não consigo acreditar em nada do que sai da boca do pires… dito isso eu estou torcendo por ele”, disse o twitteiro Matheus. No terceiro episódio, a Tribo Lua se safou do Portal. E a Tribo Sol, quis tirar uma das forças do grupo ao eliminar Adriano com sete votos. Guza Rezê levou um voto do participante, enquanto seus três amigos votaram em Kamyla Romaniuk, conforme tinham combinado.