Não quer mais netos

Pantanal: Irma enfrenta Mariana e decide levar gravidez de ‘cramunhão’ adiante

Mariana vai sugerir que Irma aborte o bebê que está esperando, fruto do relacionamento com Trindade, peão da fazenda de José Leôncio

Aline Torres
Repórter do EM OFF

Está chegando o momento em que Irma (Camila Morgado) vai se dar conta que sua vida vai mudar. A ruiva vai descobrir que está grávida de Trindade (Gabriel Sater) e vai ficar feliz, porém, confusa. A alegria tomará de conta da carioca depois que o pai da criança ficar radiante ao saber que vai ser pai.

Pouco tempo após a descoberta, a dondoca falará para Mariana (Selma Egrei) que ela ganhará um segundo neto. No entanto, a matriarca não ficará nada contente com a novidade e demonstrará preocupação, além de deixar claro que não vê problemas caso a filha decidir por um aborto da gestação.

“Nós vamos voltar para o Rio. Amanhã mesmo. Primeiro, para você fazer um exame confiável, para confirmar se está grávida mesmo”, ordenará Mariana que receberá uma pergunta de Irma que, a essa altura, já tem a certeza de que está esperando um bebê: “E se eu estiver?”, questionará a ruiva.

“Aí nós vamos ter que pensar seriamente sobre esse assunto. (…) Nos riscos que você correrá se for levar adiante essa gestação”, dirá a idosa, deixando a filha incrédula com a insinuação do aborto. “Como assim ‘se’ for levar adiante?”questionará Irma, querendo saber mais detalhes sobre a ideia da mãe.

“Uma gravidez, filha, ainda mais na sua idade… Pode implicar em muitos riscos. (…) Alguém tem que pensar nas consequências, não é? (…) Se você realmente estiver grávida daquele peão nós vamos ter que tomar alguma atitude”, responderá Mariana, na tentativa de convencer a filha de que a gravidez pode ser uma realidade problemática.

“Eu vou tomar uma atitude”, afirmará Irma. “E interromper essa conversa antes que a senhora fale mais alguma atrocidade”, declarará a namorada de Trindade, que nesse momento nem faz ideia do que a sogra acabará de propor à filha. Irma então fará m discurso sobre a importância que aquela criança trará para sua vida.

“Eu quero acreditar nessa vida que eu trago dentro de mim… É fruto da confiança que Trindade passou para ela. (…) É isso o que é ser mãe, afinal: lutar pela sua cria… Como a senhora, de certa forma, sempre fez por mim. E como eu farei por essa criança”, afirmará Irma, calando a boca de Mariana.