FOI ACLAMADO!

Pantanal: José Leôncio faz discurso contra homofobia e é ovacionado

Fazendeiro foi enaltecido nas redes sociais após discurso imponente contra homofobia

Jean Telles
Repórter do EM OFF

O capítulo dessa segunda-feira (4) de “Pantanal” proporcionou para os telespectadores do folhetim das 21h da Rede Globo, um momento surpreendente. Isso aconteceu após o fazendeiro José Leôncio (Marcos Palmeira), entoar ao seu grupo de peões, um discurso imponente contra a homofobia e em favor de Zaquieu (Silvero Pereira). Isso após o mordomo, mais uma vez, ter sido vítima do crime.

Novamente encabeçado por Tadeu (José Loreto), o amigo de Mariana (Selma Egrei), foi alvo de piadas homofóbicas, ditas pelo filho de José Leôncio. Cansado das humilhações, Zaquieu resolve deixar a fazenda disposto a voltar para o Rio de Janeiro. Antes de partir, o mordomo deixa uma carta explicando todas as adversidades que enfrentou durante sua estadia no Pantanal. 

Revoltada, a avó de Jove (Jesuíta Barbosa) exige que José Leôncio tome providencias e puna seus peões. O fazendeiro, a priori, não leva a sério todo o preconceito sofrido por Zaquieu, mas após um choque de realidade sobre a gravidade no que muita gente chama de “brincadeira”, o peão conhecido por seu jeito “bronco” e “durão” levantou decidido a dar uma lição de moral aos seus funcionários. 

Assim que chega até ao local onde ficam alojados seus peões, José Leôncio indaga, sobre qual deles cometeu tal ato com o mordomo que havia deixado a fazenda. Tadeu é o primeiro a negar qualquer ação, mas acaba se entregando ao rir do jeito de Zaquieu e chamá-lo de “esquisitinho”: “Eu sou uma besta, vocês tudo são umas bestas também! Todo mundo que achou graça da esquisitice do Zaquieu“, começou dizendo José Leôncio.

“Isso que vocês fizeram tem nome e não é piada não! É homofobia e é crime!”, imediatamente, Tadeu retrucou, dizendo que todos eles deveriam ser presos então, incluindo seu pai. Zé Leôncio prosseguiu dizendo que isso deveria realmente acontecer, se vivêssemos em um país sério. 

“Quero que você saiba que quem fizer pouco caso de alguém, seja por motivo que for, pode juntar suas tralhas e ir embora!”, Tadeu perguntou então, se a regra que acabava de ter sido narrada, também se aplicava há alguns de seus filhos e José Leôncio confirmou: “a começar por eles! que é para dar o exemplo!”, nas redes sociais, internautas enalteceram o discurso de José Leôncio que foi ovacionado por telespectadores da trama:

“Zé Leôncio dando aula sobre homofobia. Não tem justificativa para esse crime ainda mais em pleno século XXI com fácil acesso a informação”, escreveu um internauta. “O Zé Leoncio surpreendeu acabando com o Tadeu hoje”, observou outro. “A sigla gls o S foi em homenagem ao Zé Leôncio”, brincou outro fã da trama de Bruno Luperi.

Confira a repercussão nas redes sociais: