Fechar
Vixi!

Power Couple: Anne espalha fofoca e faz acusação contra Hadballa

Anne Duarte, namorada do cantor Pe Lanza, está de olhos bem abertos com Hadballa

Lucas CardosoRepórter do EM OFF

A falta de posicionamento de determinados participantes durante o “Quebra-Power” deste último domingo (5), virou motivo de fofoca na sexta temporada de Power Couple Brasil. Durante uma conversa com Pe Lanza, Bruno e Michele, Anne Duarte se mostrou indignada com a “sabonetada” de Hadballa durante o jogo da discórdia.

“A Brenda e o Matheus puxaram eles [Adryana e Albert] para o ‘Joga Limpo’, ele [Hadballa] levantou a plaquinha escrito ‘Verdade’. Antes dele levantar, eu falei para a Karol: ‘Quero ver o que o Hadballa vai colocar’. Porque aqui no quarto Aurora Boreal, aquele dia que estávamos todos nós no Aurora, o Hadballa falou com todas as letras: Adryana e Albert não jogam limpo, jogam com as câmeras.

No entanto, não foi apenas Anne Duarte que apontou incoerências no jogo de Hadballa e Eliza. Pe Lanza, que também estava envolvido na conversa, complementou: “Eles sabonetaram todas as vezes que eles falaram hoje”. Bruno e Michele preferiram se abster e não deram nenhuma opinião sobre o ocorrido.

E a “sabonetada” de determinados participantes não está incomodando apenas Anne e Pe Lanza. Mussunzinho e Karol Menezes também se mostraram indignados com os participantes que não se posicionam contra Brenda Paixão e Matheus Sampaio nos jogos da discórdia. “Fiquei decepcionado com muita gente, muita gente mesmo”, iniciou Mussunzinho.

Continua após a publicidade

“[…] Toda vez que o casal Brenda e Matheus subiam na plataforma [para serem julgados] vinha uma sabonetada diferente. Eu pensei: ‘Gente, o que está acontecendo aqui?’. Ou então o louco sou eu que não estou entendendo nada nesse lugar”, reclamou ele. Karol, por sua vez, reiterou que jamais irá deixar de se posicionar dentro do programa.

“Isso não vai acontecer com a gente. A gente precisa se posicionar, e a gente vai se posicionar. Sem essas coisas de sabonete. […] É muito bom essas dinâmicas, porque a gente vê o outro participante, que às vezes é um aliado e que a gente tem um olhar, se posicionando de forma diferente de quando senta e conversa com a gente. E aí se contradizem”, declarou Karol.