Fechar
AO VIVO

Alexandre Garcia é desmentido ao vivo por âncora da CNN

Jornalista expos seu pensamento a favor do tratamento precoce da Covid-19 e teve fala desmentida

Bruno PintoRepórter do EM OFF

As polêmicas e controversas opiniões de Alexandre Garcia estão dando trabalho para a CNN Brasil. O jornalista, que já foi corrigido em uma outra ocasião pela emissora, voltou a expor seus pensamentos muito parecidos com os do presidente Bolsonaro com relação a pandemia do novo coronavírus e acabou sendo desmentido ao vivo pela âncora do telejornal.

Na manhã desta sexta-feira (24), durante o quadro Liberdade de Opinião, Alexandre Garcia voltou a polemizar ao afirmar que os remédios que estão sendo considerados sem eficácia, na verdade, salvaram muitas vidas. O comentarista da CNN também fez questão de fazer seu comentário a respeito das denúncias sofridas pela Prevent Senior. A operadora de saúde está sendo investigada por uma suposta pressão para que médicos utilizassem o “kit covid”.

O jornalista não pensou duas vezes ao falar dos medicamentos que não possuem comprovação científica. Alexandre ainda contou como os remédios são ministrados: “Os tais remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas, sendo aplicados imediatamente, mesmo antes do resultado do teste. É na fase 1, na fase 2 às vezes evitam hospitalizações”.

O ex-contratado da Rede Globo tentou explicar como os medicamentos funcionam e que o resultado final só poderá ser obtido depois de anos: “Na fase 1 sempre evitam hospitalizações, sempre evitam sofrimento. Na fase 3 são ineficazes, depois que a pessoa já está hospitalizada ou entubada… Essa questão de eficácia comprovada a gente só vai saber daqui uns três anos. Agora tudo é experimental”.

Continua após a publicidade

Não demorou muito tempo para que Alexandre Garcia tivesse sua fala desmentida ao vivo. Assim que acabou seu comentário, a âncora do telejornal imediatamente esclareceu alguns pontos abordados pelo jornalista. Elisa Veeck disse: “Reitero sempre pra vocês que nos acompanham que as opiniões emitidas pelos comentaristas do quadro não refletem necessariamente a posição da CNN”.

Em seguida, a apresentadora do noticiário foi bem clara com relação ao tratamento de pacientes com Covid-19. A jornalista ressaltou ainda que não existe medicamento para tratar a doença: “E mais um acréscimo aqui neste fim do quadro de hoje, a CNN ressalta que não existe um tratamento precoce comprovado cientificamente para previnir a Covid-19“.

A âncora do telejornal “CNN Novo Dia” concluiu o pensamento falando sobre os meios de prevenção que realmente foram comprovados por meio pesquisas científicas. Elisa Veeck deixou bem claro o ponto de vista da emissora com relação ao caso: “O que a ciência mostra é que a prevenção, com o uso de máscaras e a vacinação, são as únicas maneiras de combater a pandemia”.

Não é a primeira vez que Alexandre Garcia é desmentido ao vivo na CNN Brasil. Em um outra ocasião, sem qualquer tipo de comprovação científica, o jornalista disse, com convicção, que as pessoas mais jovens não iriam precisar tomar a vacina contra a Covid-19. De acordo com o comentarista da emissora, seu pensamento foi baseado em estatísticas.