Fechar
SUCESSO DO SBT

Após ‘A Usurpadora’, Globo negocia compra da novela ‘Rebelde’

A Globo estaria próxima de fechar um acordo para adquirir a novela Rebelde e colocá-la no catálogo do Globoplay

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

A Globo parece focada em levar os grandes sucessos da Televisa para o catálogo do Globoplay. Depois de comprar a novela “A Usurpadora”, lançada em 1998 e exibida no SBT pela primeira vez em 1999, agora a emissora negocia a aquisição do folhetim juvenil “Rebelde”, que estreou em 2005.

De acordo com o portal NaTelinha, a negociação já está adiantada e as partes estão próximas de anunciar o acordo. Além dos mais de 400 episódios da novela, a Globo também teria interesse na série RBD: La Família (2007), o musical ¿Que hay detrás de RBD? (2006), além dos shows DVD Tour Generación (2005), Hecho en España (2007) e Live in Brasília (2008).

O folhetim foi escrito por Pedro Damían e é inspirado na novela original argentina Rebelde Way, exibida entre 2002 e 2003, escrita por Cris Morena. Recentemente, a Netflix anunciou um remake da novela, que deve estrear em 2022 com uma nova geração de estudantes do colégio Elite Way School.

Na emissora de Silvio Santos, Rebelde estreou em agosto de 2005 na faixa das 17h30 e foi a responsável por alavancar a audiência no horário. A novela chegou a bater índices próximos dos 20 pontos, mas, na média, fechou seus 426 episódios com 9,4 pontos no Ibope.

A trama voltou ao ar em setembro 2013, às 21h15, para competir com “Amor à Vida”, “Em Família” e “Império”, da Globo. Exibida até março de 2015, no entanto, ela não conseguiu repetir o sucesso e fechou sua exibição com média de 5,9 pontos de audiência.