Fechar
DIreitos

Após perder Libertadores, SBT quer ‘roubar’ Fórmula 1 da Band

De acordo com colunista, emissora de Silvio Santos está de olho no sucesso de público da competição

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

O SBT parece ter tomado gosto na transmissão de eventos esportivos e está interessado em aumentar seu leque de opções, mesmo que, para isso, precise “passar a perna” na concorrência. Após perder os direitos da Copa Libertadores da América, a emissora de Silvio Santos está de olho na Fórmula 1, que tem feito sucesso na tela da Band.

De acordo com o colunista Flávio Ricco, do portal R7, o contrato que permite a emissora de Johnny Saad realizar a transmissão dos GPs de Fórmula 1 se encerra no final deste ano. A direção da Band, no entanto, já tem trabalho para que os acertos que estão em vigor continuem, já que a competição automobilística tem dado bons resultados financeiros e de audiência ao canal.

No dia 29 de maio, por exemplo, a Band conquistou a vice-liderança no ranking de audiência durante a transmissão do Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1. A corrida vencida pelo mexicano Sergio Pérez, da Red Bull, registrou 4,5 pontos de média, share de 11,4% e pico de 5,0 pontos. Já neste domingo (12), ela exibe o Grande Prêmio do Azerbaijão, a partir das 7h30. A narração será de Sergio Mauricio.

Só que o SBT está interessado em tirar essa “galinha dos ovos de ouro” das mãos da concorrente. Ainda de acordo com Ricco, a direção do SBT entrou no páreo para tentar conquistar os direitos de transmissão da competição. A emissora de Silvio Santos já tentou levar a Fórmula 1 no ano passado, mas perdeu a negociação para o canal do Morumbi.

Continua após a publicidade

No mês passado, o SBT também perdeu os direitos de transmissão da Libertadores para a Globo após dois anos. A emissora carioca exibirá a competição entre 2023 e 2026. O canal de Silvio Santos, como “prêmio de consolação”, ficou com a Copa Sul-Americana para as próximas temporadas. Por meio da assessoria de imprensa, a emissora comemorou a nova conquista e lamentou a perda da Libertadores.

“A Copa Sul-Americana foi totalmente reformulada para esse próximo ciclo, se tornando mais atrativa, tanto para os clubes que disputam o torneio, dentre eles várias equipes brasileiras de grande história e torcida, quanto para os patrocinadores e fãs do futebol. Faremos esse campeonato mudar de patamar!”, escreveu a emissora.

“Quanto à Libertadores, aproveitamos para agradecer pela oportunidade de estarmos realizando sua transmissão até o final deste ano, com alta qualidade, tendo assumido esse direito num momento delicado para a Conmebol, na certeza de que trabalhamos incansavelmente para sua valorização, o que certamente permitiu o aprimoramento da concorrência para esse próximo ciclo”, ressaltou.