Fechar
Ele não cansa...

Após polêmicas, Sikêra Jr. processa jornalista da Band

Após Sikêra Jr chamar homossexuais de "raça desgraçada", o jornalista da Band criticou suas palavras

Augusto ViannaRepórter do EM OFF

O apresentador Sikêra Jr. da RedeTV!, entrou com um processo contra o jornalista Jacson Damasceno, da Band, que comanda o Brasil Urgente no Rio do Norte. No documento, ele pede uma indenização no valor de R$ 44 mil por danos morais, além de retratação de Jacson na atração que apresenta na emissora concorrente.

Sikêra realizou um discurso homofóbico ao vivo no Alerta Nacional e foi criticado por Damasceno pelas palavras ofensivas. Na sua fala, em junho, Jacson criticou Sikêra Jr.: “Além de dinheiro, o que o senhor construiu nesse tempo todo, desde que você explodiu pra cá com as suas palhaçadas que você faz? O que você trouxe de construtivo para o Brasil? De útil para o Brasil? Quem é você comparado a Paulo Gustavo?“.

Quem é você comparado a Joãozinho Trinta? Quem é você comparado a Clodovil? Quem é você comparado a Cássia Eller? Comparado a Renato Russo? Comparado a Cazuza? E tantos outros gays e lésbicas que se orgulham e honram esse país. A sexualidade da pessoa não diferencia em nada, não a diminui em nada. Quem é você, Sikêra Júnior? Se enxergue rapaz, você é um coroão velho, se enxergue, se coloque no seu lugar, respeite seus cabelos brancos, pregue, alguma coisa que preste nesse país”, disse.

De acordo com o portal NaTelinha, o apresentador Jacson Damasceno foi intimado pela justiça a comparecer à audiência de conciliação no dia 20 de outubro às 9h45. Os advogados de Sikêra Jr. pedem a indenização por dano moral “em decorrência das informações inverídicas e desrespeitosas divulgadas pelo Requerido através de programa televisivo, rede social em âmbito mundial, com acusações inverídicas e exposição do nome do autor, de forma a ridicularizá-lo e agredi-lo moralmente com tais afirmações a seu respeito”.

Continua após a publicidade

Em mais um trecho, a defesa do apresentador da RedeTV! afirmou que o que Jacsson disse causou danos à imagem de Sikêra Jr e, ainda, que o contratado se tratam de “acusações injustas e inverídicas”. “Logo, o autor encontra-se injustamente com a imagem abalada, pois o réu busca mostrar o autor como sendo um mau apresentador de televisão, alguém sem caráter”.

Além da indenização, Sikêra ainda pede que Jacson faça uma retratação pública no programa Brasil Urgente, na Band, pelo período de dois dias e publicação nas redes sociais e no site da emissora com a decisão judicial, além de um vídeo gravado pelo advogado.

A defesa do apresentador da RedeTV! ainda pede o envio de um ofício à Comissão de Ética da Associação Brasileira de Jornalismo (ABI) para que seja apurada uma possível infração disciplinar contra Jacson Damasceno. No dia 25 de junho, Sikêra usou o programa Alerta Nacional para proferir palavras contra a comunidade LGBTQIA+ em rede nacional.

Ele disse que a comunidade LGBTQIA+ seria uma “raça desgraçada” e que as pessoas que compõem esse movimento “querem acabar com a sua família e com a família tradicional brasileira”. A Aliança Nacional LGBTQI+ confirmou que entrará na Justiça contra Sikêra Jr. por causa das declarações. Sikêra ainda disse: “A criançada está sendo usada. Um povo lacrador que não convence mais os adultos e agora vão usar as crianças. É uma lição de comunismo: vamos atacar a base, a base familiar, é isso que eles querem. Nós não vamos deixar”.

Tags Relacionadas: