Fechar
NOVA CONTRATADA

Após ser acusado de gordofobia, Luciano Huck contrata modelo plus size para o ‘Domingão’

Apresentador se desculpou pelas falas gordofóbicas e anunciou sua nova assistente de palco

Jean TellesRepórter do EM OFF

O apresentador Luciano Huck que abriu o seu programa nesse domingo (14), se desculpando pelas declarações de cunho gordofóbicos na homenagem que fez a eterna Marília Mendonça, no último domingo (7), contratou uma assistente de palco plus size após a polêmica que reverberou nas redes sociais na semana passada.

Logo na abertura do seu programa dominical, em um bate-papo com os cantores Alexandre Pires e Seu Jorge, o marido de Angélica comentou sobre suas falas: “Duas horas e meia ao vivo. Fiz um comentário sobre a estética das três [Marília, Maiara e Maraisa]. Me arrependi no mesmo minuto. A gente não tem mais que falar de estética. Cada um tem que ser feliz do jeito que é. Peço desculpas não farei mais”, disse ao lado dos músicos que participaram do programa desse domingo. 

Momentos depois, em uma ação de merchandising, o marido de Angélica anunciou sua nova assistente de palco e voltou a falar sobre a polêmica “Quero apresentar Letticia Munniz, Letícia muito bem vinda a família Domingão! Letícia vai estar dando uma força assim como o Leo, passando recados dos parceiros aqui do domingão”, começou dizendo. 

O marido de Angélica prosseguiu falando sobre sua nova contratada: “A gente teve uma conversa muito boa, semana passada, quando você veio pela primeira vez, Letticia é uma influencer digital muito importante e me contou a história´ria dela, o quanto você foi escrava dos padrões estéticos nos últimos anos quando ela se libertou e se tornou essa influencer importante”

Continua após a publicidade

A nova assistente de palco de Luciano Huck deu seu depoimento falando o quão libertador foi não ter que se encaixar em nenhum padrão estético pré estabelecido e Luciano Huck finalizou se desculpando novamente pelas suas falas da semana passada.

Como eu te contei eu desde muito nova eu queria trabalhar com TV. Eu falo que meu único talento é falar. E eu apresentava programas para o meus shampoos no banho e o padrão sempre foi mais importante. Então, eu sabia que eu tinha que ser como as mulheres da TV para eu conseguir chegar lá”, começou dizendo a blogueira.

E continuou: “Eu me maltratei muito, por 18 anos. Eu fiz coisas terríveis e teve um momento que eu falei eu não aguento mais viver assim! Eu quero ser livre, eu quero ser feliz! e o legal Lu [Luciano Huck] é que justamente eu ser eu, me trouxe até aqui, por exemplo, porque eu perdia muito tempo tentando ser magra e o dia que eu falei eu não quero mais isso, eu quero ser eu, as portas se abriram”.

“Então na verdade influenciadora virou porque eu comecei a compartilhar meu processo de me libertar do padrão. Então se antes uma mulher como eu não podia estar aqui, hoje eu estou aqui porque não importa mais né? E eu acho que é sobre isso”, Luciano Huck complementou aproveitando para se desculpar mais uma vez:

“Fico muito feliz que a sociedade está evoluindo e acho que é um aprendizado constante de coisas que a gente carregou ao longo da nossa educação ao longo da sociedade. Então eu estou muito feliz de ter você aqui. E como eu te disse quero seguir aprendendo e assumindo os meus erros e melhorando o quanto eu posso, então muito legal você fazer parte do Domingão agora”, finalizou o apresentador antes de introduzir a sua nova assistente de palco a sua primeira ação de merchandising no programa da Globo.

Entenda a polêmica:

O comentário com cunho gordofóbico dito por Luciano Huck que gerou inúmeras críticas nas redes sociais, aconteceu ap´ós o marido de Angélica rememorar a última participação de Mar´ília Mendonça e Maiara e Maraisa em seu programa dominical: “Estava lembrando agora. Faz três semanas que eu estava com as três no palco. Três semanas. Na verdade, vieram só metade das três no palco, porque estavam as três magrinhas, né?”.

Outra fala de Luciano Huck que gerou polêmica nas redes sociais foi sobre as músicas de Marília não “levantarem bandeiras” feministas: “Essa coisa da música, ela se eterniza. Para sempre a gente vai ouvir essa poesia, para sempre a gente vai se lembrar desse momento, para sempre essa música vai poder ser uma bandeira feminista sem ser feminista, uma bandeira importante para as mulheres…”

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff