Fechar
AO VIVO

Apostador dá resposta ‘sincerona’ e deixa repórter da Band atordoada

Ao ser entrevistado pela jornalista, o homem não perdeu a oportunidade de falar o que faria com o prêmio milionário da mega-sena

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Um dos maiores desafios para qualquer jornalista, sem dúvidas, acontece durante reportagens ao vivo. Sem saber o que pode acontecer enquanto está no ar, o repórter, muitas vezes, precisa pensar rápido para conseguir reverter um acontecimento que normalmente acaba o deixando em uma situação pra lá de complicada. E foi exatamente isso o que ocorreu com uma jornalista da Band.

A repórter Nádia Lopes estava ao vivo em uma Loteria para falar sobre os sorteios de carnaval da Mega-sena e, como de costume, a jornalista abordou um homem que havia acabado de fazer sua aposta para saber o que ele faria caso conseguisse faturar a bolada de nada menos do que R$37 milhões. Diante da simples pergunta, a profissional da emissora de Johnny Saad jamais poderia imaginar que o rapaz poderia deixá-la completamente sem reação.

Tranquila, a repórter se dirigiu normalmente até o entrevistado para saber se ele já tinha em mente o que iria fazer com tanto dinheiro no bolso: “Eu vou perguntar aqui para o menino que já está com a dupla-sena na mão… Se você fosse sorteado na mega e seus R$37 milhões, o que você faria?”. Sem pensar duas vezes, o homem não se conteve, deixou o seu lado político falar mais alto e soltou o verbo ao vivo.

“Olha, eu ia fazer uma coisa muito importante para o Brasil, que é financiar e ajudar nas campanhas do Lula [ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva] e de todas as candidaturas de esquerda para varrer essa direita horrível que está no poder”, disse o homem tranquilamente, enquanto a repórter da Band, sem reação, só conseguiu deixar o entrevistado terminar a sua fala para sair daquela situação.

Continua após a publicidade

É CADA UMA…

Recentemente, diversos repórteres precisaram agir rapidamente na tentativa de conseguir sair de verdadeiras enrascadas que entrevistados acabam colocando-os. Seja por conta de assuntos políticos ou até mesmo em decorrência da revolta de uma pessoa por causa da falta de ações de seus governantes, algumas pessoas não deixam a oportunidade passar e soltam o verbo ali mesmo.

Em janeiro, uma mulher transtornada simplesmente invadiu um link ao vivo do “Jornal da Manhã”, transmitido pela TV Subaé, afiliada da Rede Globo em Feira de Santana, na Bahia, para expor a sua indignação por não ter conseguido receber o seu benefício do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e acabou deixando o repórter Felipe Pereira numa verdadeira saia justa.

O jornalista estava entrevistando um homem que falava sobre a paralisação do transporte público quando, de repente, a mulher se aproximou e gritou: “O INSS tem que pagar o meu dinheiro porque estou morrendo de fome”. Diante daquela situação, o cinegrafista agiu rapidamente e mudou o foco da câmera para um local onde a mulher não poderia ser vista.

Confira!